PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


Exclusivo: veja imagem do VAR que anulou gol do Botafogo contra o Flamengo

Imagem utilizada pela arbitragem para anular o gol do Botafogo no clássico de sábado frente ao Flamengo - Reprodução/VAR FFERJ
Imagem utilizada pela arbitragem para anular o gol do Botafogo no clássico de sábado frente ao Flamengo Imagem: Reprodução/VAR FFERJ
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

08/03/2020 14h37

Nos acréscimos do primeiro tempo de Flamengo 3 x 0 Botafogo, o placar ainda era de 0 a 0 quando Caio Alexandre lançou Pedro Raul. O atacante mandou a bola para as redes e comemorou intensamente com os torcedores alvinegros, localizados no setor sul inferior do Maracanã. Mas em seguida a arbitragem anulou o tento com auxílio do vídeo.

A Federação de Futebol do Rio de Janeiro só divulgou as imagens do VAR no telão durante o clássico, e não mais após a partida de sábado e nas redes sociais. Diante de muitas queixas de botafoguenses, o blog as reivindicou e conseguiu o frame (equivalente a uma foto, o momento exato do lançamento) utilizado pela equipe de arbitragem para invalidar o gol do atacante (veja acima).

Leia também: Clássico escancara distância entre rivais

Ao todo foram utilizadas seis câmeras. A imagem acima reproduzida foi a da certificação de que o atleta estava em posição irregular, com uso do software (veja as linhas azul e vermelha), após checagem nas demais. Bruno Arleu de Araújo foi o árbitro, auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha. No VAR, Rodrigo Nunes de Sá.

Mauro Cezar Pereira