PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Mauro Cezar Pereira


Flamengo 3 x 0 Botafogo: clássico escancara a imensa distância entre rivais

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

07/03/2020 20h53

No primeiro tempo o Botafogo resistiu, mandou até bola na trave do Flamengo e teve um gol anulado por impedimento no último lance antes do intervalo. Mas na segunda etapa a imensa diferença entre as equipes ficou muito mais clara, evidente, com os rubro-negros construindo o placar de 3 a 0 naturalmente.

Houve momentos no jogo em que os alvinegros praticamente só se defendiam, já não conseguiam sair para o jogo e ameaçar minimamente a meta de Diego Alves. Os momentos mais tensos não foram devido às disputas de bola, mas sim pela irritação de jogadores botafoguenses com Bruno Henrique, depois de aberto o placar.

Claro que pela tradição do clássico, em algum momento o Flamengo vai se complicar com um dos seus três grandes e tradicionais rivais cariocas, mas em condições normais fica difícil imaginar o Botafogo protagonizando uma surpresa. Será preciso uma enorme evolução que reduza minimamente a distância. Haja trabalho.

Mauro Cezar Pereira