PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Pole Position


GP da Áustria: Bottas surpreende e faz a pole por 12 milésimos

Valterri Bottas no Grande Prêmio da Áustria - Bryn Lennon/Getty Images
Valterri Bottas no Grande Prêmio da Áustria Imagem: Bryn Lennon/Getty Images
Julianne Cerasoli

Fã de Fórmula 1 desde a infância, Julianne Cerasoli nasceu em Bragança Paulista (SP) e hoje vive em Londres (Inglaterra). Atua como jornalista desde 2004, tendo trabalhado com diversos tipos de mídia ao longo dos anos, sempre como repórter esportiva e com passagem como editora de esportes do jornal Correio Popular, em Campinas (SP). Cobrindo corridas in loco na Fórmula 1 desde 2011, começou pelo site especializado TotalRace e passou a colaborar para o UOL Esporte em 2015, e para sites e revistas internacionais. No rádio, é a repórter de Fórmula 1 da Sistema Bandeirantes de Rádio desde 2017, e também faz participações regulares no canal Boteco F1, o maior dedicado à categoria no YouTube. Em 2019, Julianne criou o projeto No Paddock da F1 com a Ju, na plataforma Catarse, em que busca aproximar os fãs da Fórmula 1 por meio de conteúdo on demand e podcast exclusivo com personagens da categoria. Neste espaço: Única cobertura in loco de toda a temporada da Fórmula 1 na mídia brasileira, com informações de bastidores, entrevistas exclusivas, análises técnicas e uma pitada de viagens.

Colunista do UOL

04/07/2020 11h03

Depois de dominar todos os treinos livres, as Mercedes fizeram a dobradinha e vão largar na frente no primeiro GP da temporada da F1, na Áustria, mas quem sairá na frente é Valtteri Bottas. O finlandês ficou atrás de Hamilton em todas as sessões, mas deu o troco na classificação, com o tempo de 1min02s939, e fez a pole com apenas 12 milésimo de vantagem para Hamilton. A largada do GP da Áustria será às 10h10 da manhã deste domingo, pelo horário de Brasília.

Terceiro no grid, Verstappen será o único piloto do top 10 a largar com o pneu médio, potencialmente mais lento na largada, porém mais durável ao longo da corrida, uma vez que os pilotos largam com os pneus que usaram na segunda parte da classificação. Os demais, inclusive as Mercedes, optaram pelo composto macio.

Já o destaque negativo ficou por conta de Sebastian Vettel, que não passou da segunda parte da classificação. Ele vai largar em 11º na mesma pista em que a Ferrari fez a pole no ano passado.

Q1

Na primeira parte da classificação, em que os cinco pilotos mais lentos foram eliminados, a briga ficou entre os pilotos da Haas e Alfa Romeo (duas equipes que usam motores Ferrari, que não vem tendo um grande desempenho neste final de semana), com as Williams não tendo demonstrado ritmo suficiente para buscar uma vaga no Q2, embora o rendimento até aqui tenha sido muito melhor do que no ano passado. Tanto, que o inglês George Russell conseguiu escapar da última fila do grid, se classificando em 17º.

Seu companheiro e único estreante do grid, Nicholas Latifi, vai largar em último, posição que ocupou em todos os treinos. A Alfa Romeo acabou com ambos os carros fora já na primeira sessão, com Antonio Giovinazzi superando Kimi Raikkonen, a exemplo do que já vinha acontecendo também nos treinos. E a briga para ver quem iria para o Q2 ficou entre os dois pilotos da Haas: Kevin Magnussen acabou ficando e se classificou em 16º.

Q2
A segunda parte da classificação ficou marcada pela eliminação de Sebastian Vettel. O alemão não fez uma volta perfeita, mas o décimo lugar do companheiro Leclerc na sessão mostrou que o ritmo da Ferrari em si não era bom. Quando informado da posição pelo engenheiro, Leclerc inclusive disse que era "uma loucura". O time não trouxe atualizações em relação ao carro da pré-temporada, em fevereiro, e só deve ter novidades na terceira etapa.

Além de Vettel, ficaram pelo caminho as duas AlphaTauri, em 12º e 13º, a Renault de Esteban Ocon, em sua primeira classificação em mais de um ano e meio, e Grosjean.

Q3

Nas primeiras tentativas da última parte da classificação, Bottas superou Hamilton por 122 milésimos, depois de um erro do inglês na primeira curta, e ficou com a pole provisória, enquanto as duas Red Bull fizeram o terceiro e quarto tempos.

Red Bull teve reclamação negada e F1 celebrou zero casos de covid

Dois pontos estão dando o que falar neste retorno da F1. Em decisão divulgada na madrugada do sábado na Áustria, a Federação Internacional de Automobilismo decidiu não aceitar o protesto da Red Bull contra o carro da Mercedes. A equipe havia questionado o sistema DAS, que muda a angulação dos pneus dianteiros e ajuda no aquecimento uniforme entre os pneus dianteiros e traseiros, algo que ajuda no ganho de aderência e performance.

A categoria divulgou ainda que todos os mais de quatro mil testes de coronavírus feitos até o momento deram negativo. Todos os profissionais da categoria vêm sendo testados uma vez a cada cinco dias, como parte de um extenso protocolo para evitar contaminações.

Confira o grid de largada para o GP da Áustria:

1. Valterri Bottas (Mercedes) - 1:02.939
2. Lewis Hamilton (Mercedes) - 1:02.951
3. Max Verstappen (Red Bull) - 1:03.477
4. Lando Norris (McLaren) - 1:03.626
5. Alexander Albon (Red Bull) - 1:03.868
6. Sergio Perez (Racing Point) - 1.03:868
7. Charles Leclerc (Ferrari) - 1:03.923
8. Carlos Sainz (McLaren) - 1:03.971
9. Lance Stroll (Racing Point) - 1:04.029
10. Daniel Ricciardo (Renault) - 1:04.239
11. Sebastian Vettel (Ferrari) - 1:04. 206
12. Pierre Gasly (AlphaTauri) - 1.04.305
13. Daniil Kvyat (AlphaTauri) - 1:04.431
14. Esteban Ocon (Renault) - 1:04.643
15. Romain Grosjean (Haas) - 1:04.691
16. Kevin Magnussen (Haas) - 1:05.164
17. George Russell (Williams) - 1:05.167
18. Antonio Giovinazzi (Alfa Romeo) - 1:05.175
19. Kimi Raikkonen (Alfa Romeo) - 1:05.224
20. Nicholas Latifi (Williams) - 1:05.754

Pole Position