PUBLICIDADE
Topo

Olhar Olímpico

Damiris volta ao Brasil para jogar o Paulista após brilhar na WNBA

Damiris Dantas, do Minnesota Lynx da WNBA - Stephen Gosling/NBAE via Getty Images
Damiris Dantas, do Minnesota Lynx da WNBA Imagem: Stephen Gosling/NBAE via Getty Images
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

10/11/2020 13h29

O basquete brasileiro recebeu um reforço de peso. Uma das estrelas da última edição da WNBA, quando levou seu time, o Minnesota Lynx até a semifinal da liga, Damiris Dantas foi anunciada hoje (10) como nova jogadora do Vera Cruz Campinas.

A ala/pivô de 27 anos não atua no Brasil desde 2016, quando defendeu o Corinthians/Americana. Desde então, ela vinha atuando na liga da Coreia do Sul nos intervalos entre uma e outra temporada da WNBA. Por causa da pandemia, porém, desta vez ela não foi à Ásia, permanecendo mantendo a forma no Brasil.

Renovada com o Lynx, ela vinha batendo bola no Corinthians quando veio o convite do Vera Cruz, time dirigido pelo veterano Antônio Carlos Vendramini e pela ex-jogadora Karla Costa, presidente do clube. O contrato, porém, é curto, até o fim do Campeonato Paulista.

O Vera Cruz é um dos favoritos ao título. Está invicto após quatro jogos, com quatro vitórias, mesma campanha do Ituano. Como são sete equipes, o time de Campinas ainda precisa enfrentar o Santo André (dia 13) e o Ituano (dia 21). Pelo regulamento, os quatro primeiros colocados avançam de fase, jogando um quadrangular em turno e returno. Depois, a final acontece em jogo único, entre os dois primeiros.

Curiosamente, Damiris volta ao Brasil quando boa parte de suas companheiras na seleção brasileira estão jogando no exterior. Muitas saíram quando havia inclusive o risco de o Paulista nem ser realizado.

+ Acompanhe o que mais importante acontece no esporte olímpico pelos perfis do Olhar Olímpico no Twitter e no Instagram. Segue lá! +