PUBLICIDADE
Topo

Vôlei divulga tabela olímpica e Brasil só fará um jogo na madrugada

Jogadores da seleção brasileira comemoram medalha de ouro do vôlei no Maracanazinho - Reuters
Jogadores da seleção brasileira comemoram medalha de ouro do vôlei no Maracanazinho Imagem: Reuters
Demétrio Vecchioli

Demétrio Vecchioli, jornalista nascido em São Roque (SP), é graduado e pós-graduado pela Faculdade Cásper Líbero. Começou na Rádio Gazeta, foi repórter na Agência Estado e no Estadão. Dedicado à cobertura de esportes olímpicos, escreveu para o UOL, para a revista Istoé 2016, foi colunista da Rádio Estadão e, antes do Olhar Olímpico, manteve o blog Olimpílulas. Neste espaço, olha para os protagonistas e os palcos do esporte olímpico. No Olhar Olímpico têm destaque tanto os grandes atletas quanto as grandes histórias. O olhar também está sobre os agentes públicos e os dirigentes esportivos, fiscalizados com lupa. Se você tem críticas, elogios e principalmente sugestões de pautas, escreva para demetrio.prado@gmail.com

13/02/2020 14h20

O fã de vôlei vai poder acompanhar as seleções brasileiras durante os Jogos Olímpicos praticamente sem precisar acordar de madrugada. A Federação Internacional de Vôlei (FIVB), presidida pelo brasileiro Ary Graça, divulgou nesta quinta-feira (13) a tabela detalhada da primeira fase e revelou que o Brasil só fará um jogo durante a madrugada no horário de Brasília, no feminino, contra a Sérvia, no dia 1º de agosto, um sábado. Todas as outras partidas são ou no final da noite por aqui ou no início da manhã.

Logo no dia 25 de julho, sábado, dia seguinte à cerimônia de abertura, a seleção masculina faz o segundo jogo da manhã em Tóquio - noite de sexta-feira, 24, no Brasil. Às 11h05 locais, o atual campeão olímpico joga contra a Tunísia. Como a diferença de fuso horário é 12 horas, esse jogo será às 23h05 de sexta-feira pelo horário brasileiro.

Como o calendário alterna jogos do masculino e do feminino, a seleção comandada por Renan Dal Zotto joga dia sim, dia não. Os duelos seguintes serão contra Argentina (9h45 do dia 27, no horário brasileiro, noite do mesmo dia no Japão), Rússia (mesmo horário do dia 29), Estados Unidos (23h05 de Brasília no dia 30, manhã do dia 31 no Japão) e França (também 23h05 de Brasília no dia 1º de agosto, manhã do dia 2 no Japão).

Já o time do técnico Zé Roberto estreia no dia 26 à noite no Japão, às 9h45 de Brasília, contra a Coreia do Sul. Depois, volta a jogar no dia 28, às 7h40 de Brasília, contra a República Dominicana, e no mesmo horário do dia 30 frente ao Japão. O único duelo de madrugada será em 1º de agosto contra a Sérvia, às 4h25 pelo horário brasileiro, 16h25 em Tóquio. Depois, o Brasil volta a atuar à noite no Japão, manhã brasileira, às 9h45 do dia 3, frente ao Quênia.

Olhar Olímpico