PUBLICIDADE
Topo

14 Anéis

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

O que você precisa para acompanhar a NBA, e como fazer para se aprofundar

Conteúdo exclusivo para assinantes
Vitor Camargo

Vitor Camargo é economista formado pela Faculdade de Economia e Administração da USP. Desde 2011 escreve sobre esportes americanos, com passagens por Yahoo, Gazeta do Povo e o seu próprio site, o Two-Minute Warning. Foi comentarista de beisebol na Fox Sports e consultor técnico na tradução do livro Moneyball (2011). É autor do livro Era de Gigantes (2019), o primeiro sobre a história da NBA escrito no Brasil, e apresentador do podcast Na Era do Garrafão.

19/11/2021 04h00

Se você é um leitor assíduo do 14 Anéis, você certamente já conhece a essa altura o Especial NBA que estávamos fazendo aqui ao longo das últimas semanas Mas, caso não seja, a ideia desse Especial era simples: oferecer para um público leigo que não conhece e/ou está acostumado com a NBA os conhecimentos e informações mais básicos que ele precisa para começar a acompanhar a maior liga de basquete do mundo.

Por mais que a NBA esteja cada vez mais presente no dia-a-dia do público brasileiro - com abertura de lojas oficiais, cada vez mais jogos na TV e na internet, e um número gigantesco de sites e perfis dedicados a cobrir a liga - o basquete ainda é um esporte de nicho no Brasil, e como todo nicho ele oferece diversas barreiras à entrada de alguém novo no assunto. O Especial NBA busca desmontar essas barreiras, tentando explicar de forma mais básica e didática possível todos os elementos fundamentais e dar uma base a qualquer um que queira começar a acompanhar o esporte, seja alguém que já tem algum contato com a NBA ou um leigo completo no assunto.

Foram sete posts diferentes no Especial NBA, e cada um deles tinha como propósito explicar algo específico - dentro ou fora de quadra - que no agregado pudesse contribuir para esse fim.

O primeiro deles explica (ou tenta explicar) o que é a NBA em si. Todo mundo sabe que é uma liga de basquete, mas como ela funciona? Quais são suas características, e o que é preciso saber para entender seu funcionamento? Além disso, outro ponto importante, também explicamos como funciona uma temporada da liga, seu calendário e seus playoffs, cujo formato pode confundir algumas pessoas. É o básico do básico, e o ponto de partida necessário para a proposta.

A segunda coluna começava a tratar mais sobre o funcionamento do jogo em si, suas regras e sua dinâmica geral, além de falar sobre a quadra em si. A quadra de basquete tem uma nomenclatura própria que é muito usada, e portanto é fundamental se conhecer para entender as discussões sobre o assunto. E embora a coluna não entre nas regras em si, ela explica como o jogo da NBA gravita ao redor de certas regras, e suas próprias peculiaridades.

A terceira coluna, por sua vez, explica sobre as posições do basquete. Nomes como "armador" ou "pivô" são lugares-comum para quem acompanha o esporte, mas a nomenclatura composta - como falar em alas de força ou ala-armador - pode ser mais confuso. Além disso, embora esse sistema de posições seja usado até hoje, ele mudou muito com o tempo, e tentamos passar os dois lados na coluna: tanto como a questão das posições no basquete foi mudando ao longo dos anos, como o que em geral se tenta transmitir ao utilizar a nomenclatura "clássica".

A quarta coluna, finalmente, começa a tratar do andamento do jogo em si para falar de ataques. Ela explica o funcionamento básico dos ataques da NBA, e as jogadas fundamentais que compõe a espinha dorsal de qualquer ataque da liga em 2021, como isolações, post ups, pick-and-rolls, handoffs, screens e muito mais.

A quinta faz o oposto, e detalha o funcionamento das defesas. Em 2021, defender na NBA é mais difícil do que já foi em qualquer outro ponto da sua história, e esquemas defensivos estão mais complexos do que nunca. Ainda assim, tentamos passar o básico das táticas que as defesas podem se utilizar, suas formações mais comuns, e tentamos começar a explicar o que faz de uma defesa tão boa, sendo que é algo muito difícil de enxergar.

A sexta e a sétima colunas, que finalizam o Especial NBA, tratam da temporada 2022 e tem o papel de funcionar como "guias" para o recém-chegado saber o que acompanhar. Na primeira delas, falamos sobre quais os principais jogadores da NBA, seus protagonistas, aqueles que estarão em primeiro plano ao longo do ano e precisam ser conhecidos como referência para qualquer um que acompanhe o esporte. Depois, falamos dos times da NBA, e quais são os mais relevantes e importantes na atualidade, os candidatos ao título e aqueles que você certamente vai ouvir falar muito ao longo do ano.

Juntando tudo isso, espero, o 14 Anéis atingiu seu objetivo: oferecer uma visão básica, mas completa, do que um novato no assunto precisa saber para começar a assistir e se divertir com a NBA.

Mas, é claro, isso é apenas a pontinha do iceberg. Uma vez ultrapassadas as barreiras de entrada inicias, o mundo da NBA que se abre à sua frente é extremamente vasto e praticamente ilimitado: sua história, seus ídolos, suas táticas de jogo, como jogadores e técnicos se comunicam, as narrativas dentro e fora das quadras, e muito mais. A proposta aqui, claro, não é cobrir tudo isso de uma vez, até por ser completamente impossível; ainda assim, eu acho interessante dar algumas indicações de onde um fã do esporte - tanto um recém-chegado querendo conhecer ainda mais, ou um veterano que quer se aprofundar em novos níveis dentro da NBA - pode encontrar as oportunidades para se aprofundar no assunto.

Um jeito simples, e bastante óbvio, é através de sites e blogs que cobrem NBA, como o próprio 14 Anéis! Tanto no 14 Anéis como no Vinte e Dois, eu fiz análises extensas da NBA ao longo dos últimos seis meses (incluindo colunas diárias durante os playoffs) que contém muito material mais avançado e (espero!) didático que vai além de tudo que foi coberto aqui. Recomendo bastante dar uma olhada nos arquivos desses dois blogs aqui do UOL Esporte para encontrar essas leituras.

Existem também muitos outros produtores de conteúdo em português (e inglês, se você souber falar a língua) que fazem um trabalho espetacular cobrindo o esporte e a liga por diversos ângulos. Os dois mais populares em português talvez sejam o lendário Bola Presa (site E podcast!) e o Café Belgrado, mas estão bem longe de serem os únicos; se procurar um pouco nas redes sociais, vai encontrar muita gente boa fazendo um trabalho excepcional. Eu inclusive tenho meu próprio podcast, que apresento com meu parceiro Renan Ronchi e trata da história do basquete, o Na Era do Garrafão! São muitas opções diferentes para se conhecer, e se você quer um ponto de partida, recomendo seguir o meu Twitter pois estou sempre dando RT, divulgando e interagindo com diversos perfis que fazem essa cobertura.

E, se sua vontade é conhecer a história da NBA a fundo, desde sua fundação e passando por todos os momentos e jogadores fundamentais para sua evolução até o que a liga se tornou hoje, eu não poderia recomendar mais para vocês dar uma olhada no meu próprio livro, o Era de Gigantes, disponível hoje (por enquanto) apenas em formato Kindle por R$ 24,90, ou de graça para quem possui o Kindle Unlimited.

Por fim, recentemente surgiu uma oportunidade única, inédita e gigantesca para quem é apaixonado por basquete e quer conhecer a sua parte tática mais a fundo. O ex-executivo da NBA Ben Falk, com passagens por Philadelphia 76ers e Portland Trail Blazers e atualmente dono do excelente site Cleaning the Glass, lançou ano passado um curso completo para ensinar a parte tática (o que também é chamado de "Os Xs e os Os") do basquete, começando do básico do básico e passando até conceitos avançados e complexos que os times da NBA usam constantemente. É um excelente curso, muito completo e didático, e eu recomendo demais a todos que façam.

O problema é que esse curso só estava disponível em inglês e a um valor alto, o que infelizmente limita sua acessibilidade para o público no Brasil. No entanto, essa é a boa notícia: o curso do Ben Falk agora chega no Brasil totalmente em português (e a um preço muito mais acessível!), traduzido por esteve que vos escreve, em um lançamento completamente inédito e único na história do conteúdo de NBA em português e uma oportunidade GIGANTESCA para quem quer não só aprender e entender o basquete na sua parte tática, mas fazer isso através dos olhos de um dos melhores analistas do mundo que viveu essa realidade de dentro. Eu fiz o curso em inglês, e posso afirmar que é espetacular; não poderia recomendar mais, e é o tipo de conteúdo que vai transformar completamente sua forma de enxergar basquete dentro e fora das quadras, seja você um completo iniciante ou alguém já experiente no assunto.

Essas são, é claro, apenas algumas das (muitas) formas que você pode utilizar para continuar se aprofundando no esporte. E a mais simples dela é: assistir aos jogos. Mesmo que aos poucos, mesmo que quase por osmose, sem você perceber, você vai começar a se acostumar a diferentes padrões e ideias, conceitos e variações, que vão te colocando mais a fundo em termos de entender basquete. A partir disso, vai de cada um: seja você alguém que quer só ir vendo os jogos aos poucos e sem compromisso, ou alguém apaixonado que quer se aprofundar e conhecer cada vez mais, você agora tem um mundo novo e infinito em possibilidades pela sua frente.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL