Topo

Salão de Genebra


Ferrari F8 Tributo, lançamento do Salão de Genebra, chega ao Brasil em 2020

Ricardo Ribeiro

Colaboração para o UOL, de Genebra (Suíça)

09/03/2019 08h00

Resumo da notícia

  • Brasil é principal mercado da Ferrari na região
  • Importação da F8 Tributo começa logo após chegada aos EUA
  • Cupê com clássica receita V8 tem 720 cavalos
  • Preço ainda não está definido

UOL Carros apurou que a importação para o mercado brasileiro do cupê Ferrari F8 Tributo estaria liberada logo após a chegada do modelo aos EUA, o que ocorrerá no final do primeiro trimestre. O preço ainda não está definido e, como sempre, é sujeito à variações cambiais e à extensa carga tributária do Brasil.

Na Europa, as vendas supercarro de dois lugares da tradicional marca desportivos italiana começam em outubro, onde o preço está fixado em 236 mil euros. Em conversão direta, pouco mais de R$ 1 milhão.

Embora o Brasil tenha vendas menores do que países da Europa e do que o mercado norte-americano, segundo a Ferrari, o Brasil é um mercado tradicional para a marca e com as maiores vendas no bloco da América do Sul.

Ferrari para inexperientes

A F8 Tributo é uma homenagem ao premiado motor V8 da marca e substitui a 488 GTB, como a nova berlinetta esportiva de dois lugares e motor traseiro da linha. Nela, o biturbo a gasolina entrega 720 cavalos e 78,5 kgfm de torque.

Na comparação com a antecessora, tem aerodinâmica 10% melhor, 15 cv a mais e 40 kg a menos. De acordo com a fabricante, faz de 0 a 100 km/h em 2,9 segundo e tem velocidade máxima de 340 km/h.

O modelo também ganha uma nova versão do Ferrari Dynamic Enhancer, que pode ser acionado pelo botão "Race". Na prática, a eletrônica da F8 Tributo, promete levar o carro mais facilmente ao limite e, ao mesmo tempo, evita que o motorista perca o rebolado.

O volante menor também facilita o manejo e há um pacote aerodinâmico da 488 Pista que gruda o veículo no chão, com 15% mais pressão do que na 488 GTB, elevando a estabilidade.

Segundo a Ferrari, as mudanças têm como objetivo permitir que motoristas menos experiente também possam tirar proveito do carro, aumentando a sim a base de clientes.


Partes de fibra de carbono, entradas de ar arrojadas, linha lateral estilo tubarão e ajudam na estabilidade, redução de peso e refrigeração do motor, mas também compõem um design charmoso e, claro, esportivo.

O mesmo com a tampa de vidro especial na traseira, permeada por entradas de ar, que tem sua funcionalidade técnica, mas também coloca o celebrado propulsor em um vitrine.

* Viagem a convite da Volkswagen AG

Salão de Genebra