PUBLICIDADE
Topo

Recife e Olinda

Bloco dos super-heróis de Olinda festeja 25 anos no Alto da Sé

André Soares

Colaboração para o UOL, de Olinda (PE)

23/02/2020 17h52

De Chuck Norris ao Pantera Negra. Dos vilões clássicos de filmes de terror às personagens do seriado Vikings. A partir das 11h de hoje, uma multidão já se concentrava sob o sol de 30 graus e sensação térmica de 36 no Alto da Sé, de Olinda.

É inevitável não demonstrar solidariedade ao ver os superfoliões com fantasias elaboradas e imaginar o calor que enfrentam para brincar o Carnaval.

Aretha Sales é moradora do bairro do Bonsucesso e todo ano vai a família caracterizada para o bloco, que nem sempre são heróis.

"Desde agosto começamos a pensar nossas fantasias. Decidimos fechar com os personagens de terror. Meu pai, eu, meu esposo e meus quatro filhos", explica a matriarca vestida de Samara do filme "O Chamado".

Irineu Negromonte era encarregado de segurança de uma empresa e, há 20 anos, seus colegas de trabalho já o chamavam de Braddock, personagem que também dá nome ao filme do astro Chuck Norris.

Há alguns anos, seu filho fez uma pegadinha e o inscreveu na Comic Con que aconteceu em Pernambuco. A semelhança com o ator é tão grande que e atualmente trabalha como sósia oficial do Nordeste.

"Geralmente faço trabalhos mais sociais. Campanhas de doação de sangue e visitas à hospitais, mas também muitas feiras geek", esclarece.

Homem-Aranha

Praticamente todos os super-heróis da Marvel e DC Comics estavam presentes. E, o ponto alto do encontro, é quando o Homem-Aranha desce a Caixa D'água do Alto da Sé, construída em 1934, com altura equivalente a um edifício de seis andares. O momento é mais reservado às crianças que se divertem ao vê-lo pendurado por uma tirolesa por cima da multidão.

Jal de Oliveira é o nosso Peter Parker. Ele não é fotógrafo. É profissional de rapel. "Há 11 anos começamos essa brincadeira aqui, andando por cima das casas e todo domingo tem esse momento que une o Carnaval e a conscientização", afirmou, e acrescenta que esse ano Homem-Aranha está preocupado com a preservação da água.

25 anos

E, nem só heróis e vilões invadem o "Enquanto isso, na Sala da Justiça". Ao logo do tempo, as fantasias foram modificando seu perfil.

Os servidores públicos Sérgio Castro e Wilson Albuquerque todo ano homenageiam algum artista. Este ano, foram fantasiados de "Filhos de Clara", em referência a cantora Clara Nunes.

A prévia, uma das mais aguardadas do ano pelos pernambucanos, já trouxe artistas como Jorge Ben, Nação Zumbi, Otto e Novos Baianos. O bloco desfila todo domingo de Carnaval no Alto da Sé.

Recife e Olinda