PUBLICIDADE

Topo

Águas aromatizadas são saudáveis, mas não tratam doenças nem emagrecem

Colocar frutas na água é uma boa pedida para aumentar seu consumo, mas nutrientes adicionados com a mistura não fazem diferença no final do dia - iStock
Colocar frutas na água é uma boa pedida para aumentar seu consumo, mas nutrientes adicionados com a mistura não fazem diferença no final do dia Imagem: iStock

Chloé Pinheiro

Colaboração para o VivaBem

03/06/2020 04h00

Resumo da notícia

  • Acrescentar pedaços de frutas, ervas e especiarias na água é estratégia aprovada por nutricionistas para manter a hidratação em dia
  • Já outras propriedades, como prevenir e tratar doenças, não são comprovadas.
  • Na hora de comprar as versões industrializadas, fique atento ao rótulo do produto para não cair em pegadinhas

Se você é do tipo que não é muito fã de tomar água, saiba que pode apostar nas versões saborizadas ou aromatizadas com frutas, ervas e especiarias para atingir os níveis recomendados de ingestão de líquidos ao dia.

"É bem comum no consultório vermos pessoas que acabam trocando a água por refrigerantes e outras bebidas adocicadas. Nesse caso, a água aromatizada pode ajudar a estimular a hidratação e servir como porta de entrada para o líquido in natura", explica Clarissa Fujiawara, nutricionista da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica).

Além do sabor suave dos ingredientes utilizados, elas têm outra vantagem em relação a refris e mesmo sucos (quando tomados com o objetivo de matar a sede). "Como a fruta está em pedaços, não processada, quase não há acréscimo de calorias", destaca Lara Natacci, nutricionista doutora pela FMUSP (Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo).

Mas não emagrece, nem trata nenhuma doença

Água aromatizada mulher tomando - iStock - iStock
Imagem: iStock
Na internet, é possível encontrar várias receitas de água saborizada com supostos fins terapêuticos: diuréticas, termogênicas, para aumentar a imunidade, curar resfriados e por aí vai. Tem gente até que diz que esse tipo de bebida ajuda a emagrecer.

Bom, não há estudos investigando o assunto, mas é bem difícil que a bebida de fato possua tais poderes. "Apesar de solúveis em água, esses bioativos se perdem rapidamente e pouca quantidade passa para o líquido em temperatura ambiente", aponta Carolina Pimentel, nutricionista e doutora pela USP.

"Alguns ingredientes utilizados até tem propriedades nutricionais interessantes, como antioxidantes e vitaminas, mas seria preciso uma quantidade maior para obter algum benefício", analisa Natacci. Ou seja, não adianta esperar milagre ao consumir essas águas: melhor adotar uma dieta mais equilibrada de modo geral.

E as versões industrializadas?

Água aromatizada - iStock - iStock
Imagem: iStock
Recentemente, surgiram no mercado novas propostas de água saborizada. Oficialmente, elas são consideradas sodas (se forem com gás) ou preparado líquido aromatizado (sem gás).

Para receberem o rótulo, devem ser acrescidas apenas de aroma, podendo ainda receber vitaminas e sais minerais —uma modalidade ainda inexistente no mercado brasileiro. As versões atualmente à venda levam aroma natural da fruta, extraído por meio de um processo químico.

Só fique esperto com a embalagem, pois há produtos prometendo uma bebida mais leve mas são, na verdade, refrigerante. O ideal é ler o rótulo para ver se há açúcar, corantes e outros aditivos.

Como fazer água saborizada caseira

Basta higienizar, picar e misturar os ingredientes com água. O resultado é uma bebida de sabor suave, a depender da quantidade cada item. É possível fazer em grande quantidade, mas de preferência tome no mesmo dia, pois as frutas escurecem e o sabor pode ficar amargo depois de um tempo.

Veja algumas sugestões de combinações propostas pelas nutricionistas:

A água pode ser com ou sem gás. Do ponto de vista da saúde, não faz diferença, exceto para algumas pessoas, que apresentam desconforto gástrico quando tomam a versão gaseificada.