PUBLICIDADE

Topo

Pera ajuda no funcionamento do intestino: confira mais benefícios da fruta

iStock
Imagem: iStock

Samantha Cerquetani

Colaboração para o VivaBem

24/03/2020 04h00

Resumo da notícia

  • A pera fornece nutrientes importantes para o organismo como vitaminas e antioxidantes
  • A fruta melhora o funcionamento do intestino, faz bem para o coração e combate inflamações
  • O consumo regular pode contribuir com a saciedade e o controle do índice glicêmico
  • A pera pode ser uma opção de lanche entre as refeições e ser ingrediente de sobremesas e pratos salgados

As peras são frutas que se destacam pelo sabor doce e suave. Bastante fáceis de serem encontradas nos supermercados e feiras, elas normalmente possuem cascas que variam entre as tonalidades verde e amarela e com uma polpa branca e macia. No Brasil, elas são cultivadas desde o período colonial e estima-se que existam mais de três mil espécies em todo o mundo.

É uma fruta que fornece nutrientes importantes para a saúde como vitamina A, E, C, fibras, potássio, magnésio e cálcio. Além disso, as peras contêm carotenoides e flavonoides, que são compostos antioxidantes que oferecem vários benefícios à saúde. Ela é pouco calórica, uma unidade média contém apenas 54 kcal.

A pera é um alimento bastante prático e nutritivo para ter sempre à mão e ser consumida entre os intervalos das refeições. Pode ser ingerida in natura ou fazer parte de diversas receitas doces e salgadas. Veja, a seguir, alguns benefícios dessa fruta.

1. Ajuda no funcionamento do intestino

A fruta contém fibras, principalmente na casca, que dão crocância e que ajudam na formação do bolo fecal. As fibras estimulam os movimentos peristálticos e fazem com que as fezes adquiram maior volume e consistência pastosa. Além disso, as fibras promovem o crescimento de bactérias benéficas auxiliando na regularização do hábito intestinal. Em 100 g de pera há cerca de 3 g de fibras. Por isso, o consumo regular pode aliviar a constipação.

2. Faz bem para o coração

Incluir as peras na alimentação pode ser benéfico para o coração e prevenir doenças cardíacas. Isso porque as fibras ajudam a diminuir o colesterol "ruim" do organismo e o potássio tem efeito vasodilatador que colaboram no controle da pressão arterial. Tanto o colesterol "ruim" quanto a pressão alta são fatores de risco para as doenças cardiovasculares. Sendo assim, incluir pera na dieta pode ser benéfico para o coração.

3. Combate inflamações

Por conter flavonoides, como a luteína e zeaxantina, além das vitaminas A, C e K e ácido clorogênico, o consumo da fruta diminui as inflamações das células. Além de prevenir o envelhecimento precoce. A casca da pera contém compostos bioativos com ação antioxidante e anti-inflamatória, o que ajuda a prevenir os radicais livres que causam as reações inflamatórias.

4. Melhora o controle glicêmico

A pera ajuda no controle da glicemia, quantidade de glicose no sangue, devido a presença de pectina, uma fibra solúvel que encontramos em abundância na fruta. Sabe-se que uma dieta com baixa ingestão de fibras apresenta uma relação direta com o desenvolvimento de diabetes para quem tem predisposição. Por ser uma fruta considerada de baixo índice glicêmico, ou seja, eleva pouco o açúcar no sangue, é indicada para pessoas com diabetes, mas mesmo assim deve ser consumida com moderação por essas pessoas.

5. Aumenta a saciedade

A presença das fibras, aliada a grande quantidade de água, retarda o esvaziamento gástrico proporcionando a sensação de saciedade. Dessa forma, a pessoa acaba consumindo menos alimentos. E por ser saborosa e suculenta, pode diminuir a vontade de comer doces. Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal da Amazonas com 49 mulheres, com idades entre 30 e 50 anos, mostrou que aquelas que adicionaram 3 peras por dia na dieta reduziram o consumo de alimentos e o peso ao longo de 10 semanas.

6. Faz bem para os ossos

A pera também contém minerais como o cálcio e magnésio, o que pode colaborar na formação e mineralização dos ossos. O magnésio e o potássio presentes na pera atuam na regularização do metabolismo e, aliados ao cálcio, contribuem para a saúde óssea. Vale destacar que o magnésio pode ser benéfico para as mulheres após a menopausa, já que tem uma função importante contra o desenvolvimento da osteoporose.

7. Pode melhorar a visão

Por possuir carotenoides, betacaroteno, luteína e zeaxantina, as peras podem auxiliar na prevenção de doenças degenerativas da visão. Além disso, é uma fruta rica em vitamina A (Retinol) que possui efeitos benéficos para a saúde ocular. A falta de vitamina A pode causar a cegueira noturna.

Riscos e contraindicações

As peras costumam ser alimentos seguros, mas algumas pessoas podem ter alergia à fruta. Para quem tem diabetes, é preciso consumir com moderação, devido à frutose (açúcar natural). E para aqueles que precisam restringir a quantidade de potássio, é possível consumir a pera cozida para evitar problemas.

Formas de consumo

A pera é uma fruta versátil e pode ser ingerida crua ou cozida em preparações doces ou salgadas. A melhor forma é sempre in natura, ou seja, crua, pois assim preserva-se mais os nutrientes. Antes do consumo, elas devem ser higienizadas adequadamente. A pera é uma boa opção para ser consumida nos lanches intermediários, como sobremesa e outras preparações do dia a dia.

O ideal é consumir vários tipos de frutas diariamente. A recomendação para o consumo diário de frutas para a população adulta, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), é de cinco porções de 80g ao dia. Por isso, comer pera diariamente contribui para atingir essa meta diária.

É possível congelar por um período de até 15 dias, basta picar e guardar em um recipiente fechado. Desta forma, ela pode ser utilizada para fazer sucos, vitaminas e smoothies.

No inverno, é possível cozinhá-la com um pouco de água e canela para deixá-la mais quentinha. Mas, é importante lembrar que as frutas quando são cozidas perdem alguns nutrientes como a vitamina C. Além disso, a recomendação é cortar a pera só na hora do consumo, pois em contato com o oxigênio ela oxida e escurece.

Como escolher uma pera de qualidade

Na hora de optar por uma pera no supermercado ou feira, escolha a fruta que apresenta a polpa firme —evite as duras, pois podem não estar maduras. Não compre as peras com casca de manchas escuras e com coloração opaca. A casca deve ser firme, mas precisa ceder levemente ao toque. Não escolha as frutas com fissuras, que podem comprometer a qualidade da pera.

Fonte: Marcella Garcez, nutróloga e diretora da Associação Brasileira de Nutrologia (Abran); Thaís Sarian, nutricionista do Centro Especializado em Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; Gisele Pontaroli Raymundo, nutricionista e professora do curso de Nutrição da PUCPR (Pontifícia Universidade Católica do Paraná) e Stephanie Christianini Caetano, nutricionista do Hospital Sírio Libanês.

Benefícios dos alimentos