Naiara denuncia ex por controle de dinheiro: o que é violência patrimonial

Naiara Azevedo afirmou que sofreu violência patrimonial do ex-marido no início da carreira. A cantora contou que ganhava cerca de R$ 7 milhões ao mês, mas recebia apenas R$ 1 mil de Rafael Cabral, que foi seu empresário.

O que é violência patrimonial?

A violência patrimonial acontece quando o homem passa a controlar o salário ou os gastos da companheira. Segundo a sertaneja, além de reter seus ganhos, Rafael também impediu que ela pegasse equipamentos para um show, o que se encaixaria na mesma classificação.

Se o homem passa a controlar os gastos da companheira, ou mesmo seu salário ou retém um documento seu, e faz isso em razão do gênero, ou seja, para prendê-la naquela relação, por exemplo, a Justiça entende ser violência patrimonial contra a mulher.

Estava saindo de viagem, os funcionários foram pegar os equipamentos e foi dado uma ordem que a gente não poderia levar os equipamentos caso eu não pagasse a eles o aluguel por aquilo. Por que eu teria que pagar aluguel por algo que é meu?
Naiara Azevedo, no Fantástico de ontem

Controle muitas vezes acontece com mulheres independentes financeiramente. Geralmente, esse tipo de violência, quando aplicado contra a mulher, está associado a uma violência psicológica. Muitas vítimas são independentes financeiramente, mas têm o dinheiro controlado pelo marido. Quando se separam, fica difícil comprovar a quem pertence o patrimônio.

A Lei Maria da Penha configura violência doméstica e familiar como qualquer ação ou omissão baseada no gênero que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial.

Além disso, desde 2015, a lei também encaixa a falta de pagamento de pensão alimentícia como violência patrimonial.

Entenda mais do caso Naiara Azevedo

A cantora registrou boletim de ocorrência contra o ex na última semana, por constrangimento ilegal —quando uma pessoa constrange alguém com violência ou grave ameaça. Ela pediu uma medida protetiva de urgência contra Rafael e Fernando, seu ex-cunhado, concedida pela Justiça de GO.

Continua após a publicidade

A artista já teria feito um BO contra o ex por agressão física e verbal em julho deste ano, mas eles seguiram próximos, por serem sócios da mesma empresa.

Rafael levou equipamentos de show de Naiara, sem autorização da cantora. A sertaneja afirmou ter recebido uma mensagem do empresário, dizendo que, se quisesse usar os equipamentos, teria de alugá-los. Ele ainda ameaçou "acabar com a carreira dela".

Ela ainda diz ter vídeos da agressão do ex e afirma e ele fez um seguro de vida em seu nome, e que teme pela vida.

Rafael "assume seus erros enquanto marido" de Naiara, mas diz receber com estranheza as acusações. Em nota ao colunista Lucas Pasin, de Splash, ele declarou que "respeita e acolhe as decisões da justiça e espera que através do diálogo possamos construir um consenso e esclarecer eventuais dúvidas e divergências."

*Com informações de reportagem publicada em 2 de agosto de 2020, em Universa

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes