PUBLICIDADE

Topo

Jovem agredida por vizinho casado diz que foi espancada por avisar esposa

A dona de casa Andreza Gabriele Gomes, 22 anos - Reprodução Instagram
A dona de casa Andreza Gabriele Gomes, 22 anos Imagem: Reprodução Instagram

Ed Rodrigues

Colaboração para Universa, do Recife

20/05/2022 17h20

A dona de casa Andreza Gabriele Gomes, 22 anos, denuncia que foi agredida por um vizinho quando pedia providência à esposa dele, após inúmeros assédios sexuais continuados. A jovem conta que teve uma fratura na coluna e várias escoriações pelo corpo que teriam sido provocadas por Wilson Pereira, ao se revoltar com a acusação. A vítima registrou queixa na Delegacia da Mulher do Cabo de Santo Agostinho, cidade da região metropolitana do Recife.

A Universa, Andreza explicou que, na última sexta-feira (13), procurou a esposa do agressor, na residência do casal, por não suportar mais a situação. A vítima é casada e tem quatro filhos, e seu marido e família também já estavam impacientes com as supostas abordagens do agressor.

Andreza Gabriele contou que Wilson Pereira "dava em cima dela direto" e disparava olhares desconcertantes mesmo na presença do marido dela, o que tornou a situação insustentável.

"Procurei a esposa dele e contei tudo. Para que ela o mandasse parar. O cara casado e com duas filhas. Ele mora na frente na minha casa. A esposa me recebeu e até disse que eu estava certa. A gente estava no terraço deles. Ela entrou e falou com ele. Aí, ele já me xingando de tudo que não presta. E eu retruquei aquilo tudo", contou

A discussão acalorou e, segundo a jovem, Wilson Pereira partiu para agressão. A violência saiu de dentro da residência do agressor e foi parar na rua. A vítima lembra de ter levado puxões de cabelo e chutes nas costelas.

"Nunca imaginei que ele iria me bater. Ele me puxou pelo cabelo e me jogou na rua. Foram muitos chutes. Eu só sentia os impactos e a dor, nas costas, na cabeça. Minha cunhada pedia para parar e ele ameaçando ela. Ele só parou quando alguém na rua se meteu no meio", explicou.

Após ser socorrida em uma unidade de saúde, um raio X apontou uma fratura na coluna vertebral. Segundo a vítima, os médicos da emergência disseram que por pouco a lesão não a deixou paralisada.

Andreza denunciou o caso na Polícia Civil e realizou um exame de Corpo de Delito. Por nota, a Polícia Civil disse que o caso foi acolhido como ocorrência de ameaça e lesão corporal, e que segue em investigação.

De acordo com a advogada da vítima, Bárbara Alexia, a jovem sofreu uma tentativa de feminicídio. A defensora disse que a tipicação ainda pode mudar ao longo da investigação, que o Ministério Público também pode entender como tal quando receber o inquérito.

"Estamos aguardando o resultado do exame de corpo de delito e o deferimento das medidas protetivas para começar a agir. Com isso, tentaremos buscar a preventiva dele", ressaltou a advogada.

Universa procurou Wilson Pereira por seu perfil no Instagram, mas não teve retorno até a publicação desta matéria.