PUBLICIDADE

Topo

Mulheres inspiradoras

Casar, tirar DIU e mais: o que Britney pode fazer livre da tutela do pai

Britney Spears, em foto publicada no seu Instagram - Reprodução / Instagram
Britney Spears, em foto publicada no seu Instagram Imagem: Reprodução / Instagram

De Universa

30/09/2021 13h03Atualizada em 30/09/2021 15h26

Para Britney Spears, a liberdade deve ter gosto de nuvens. Depois de 13 anos sob tutela do pai, Jamie Spears, que a impedia de tomar as rédeas de sua própria vida, a cantora pop celebrou o fim do controle sobre ela com um vídeo em seu Instagram pilotando um avião. A decisão foi tomada em audiência no Tribunal Superior de Los Angeles, depois que o pai entrou com uma petição para acabar com a tutela. Britney havia pedido para que ele fosse substituído por um tutor profissional, escolhido por ela e pelo advogado que a representa para cuidar da vida financeira.

Em novembro, haverá uma nova audiência para que a artista fique definitivamente fora da tutela de alguém. Ela continua com a tutora pessoal, Jodi Montgomer, que também foi indicada pela Justiça.

A situação de Britney gerou comoção. Acompanhada por fãs e pelos apoiadores do movimento "Free Britney", a cantora não podia fazer escolhas sobre seu próprio corpo ou definir o rumo da carreira musical. Também alegou que chegou a ser obrigada a tomar medicamentos fortes depois de ter negado fazer um show em Las Vegas.

Com o anúncio do fim da tutela, Britney se torna um símbolo de autonomia feminina e deixa os fãs na expectativa sobre qual caminho ela seguirá sem Jamie comandando seus passos. O que ela poderá fazer agora, que antes era proibida de decidir?

Britney Spears e o fim da tutela: livre para decidir

Considerado como "abusiva" por Britney Spears, o controle de seu pai como tutor tinha validade sob a vida financeira, pessoal e profissional da cantora. Há dois anos, as publicações de Britney no Instagram passaram a chamar a atenção dos fãs, que entenderam que a artista pedia ajuda — foi quando eles lançaram o movimento "#FreeBritney".

Em junho deste ano, Britney foi à Justiça norte-americana e falou sobre as restrições que sofreu ao longo dos anos sobre as diretrizes de sua própria vida. Parte delas tinha a ver com seus direitos como mulher, ligados à gravidez e a possibilidade de se casar. Ela revelou essas condições e, agora, poderá então escolher se permanecerá com elas ou não.

Tirar o DIU para engravidar

No depoimento que deu à Justiça, Britney comentou que não era autorizada a tirar o DIU, o "dispositivo intrauterino", um método contraceptivo que tem longa duração e alta eficácia (mais de 99% de eficácia, com o uso correto) para evitar a gravidez. Aos 39 anos e mãe de dois adolescentes, Jayden James e Sean Preston, ela contou que o pai a proibiu de tirar o DIU quando ela indicou que queria ter outro filho.

Noivado e uma nova chance para amar

Britney mostrou em 12 de setembro a aliança de noivado com Sam Asghari. O anúncio do casal, que já tem pouco mais de cinco anos de relacionamento, aconteceu dias depois de Jamie ter entrado com a petição para tirar a tutela. Sem o controle dele, a cantora poderá assinar um acordo pré-nupcial com o amado, por exemplo, sem a necessidade de aprovação do pai.

A decisão sobre retorno aos palcos

O documentário "Framing Britney Spears: A Vida de Uma Estrela" colocou luz sobre os percalços profissionais que Britney Spears sofreu nos últimos anos. Ela revelou que em 2018 foi obrigada a seguir uma turnê pela Europa. Ao mesmo tempo, comentou sobre como o fato de o pai ter o controle sobre tudo que fazia no palco fez com que ela desistisse de encontrar o público em shows.
"Olha, eu não vou me apresentar em nenhum palco tão cedo com meu pai cuidando do que eu visto, digo, faço ou penso! Tenho feito isso nos últimos 13 anos... Prefiro compartilhar vídeos SIM da minha sala em vez de no palco em Las Vegas, onde algumas pessoas estavam tão perdidas que nem conseguiam apertar minha mão."
Nas redes sociais, a cantora deixou no ar o assunto, dizendo que "não faz ideia" se voltará a fazer show ao responder algumas dúvidas de fãs. "A próxima pergunta é: estou pronta para subir ao palco novamente, vou subir ao palco novamente, algum dia vou subir ao palco de novo?", leu. ""Eu não faço ideia. Estou me divertindo agora em uma transição em minha vida e estou me divertindo, então é isso".
O apoio ao "comeback", no entanto, já está garantido. Aliás Britney conta com os fãs para qualquer tomada de decisão que lhe fizer bem.

Corpo livre, próprias regras

Por ser uma mulher exposta na mídia desde pequena, Britney é constantemente alvo de pressão estética. Ela já comentou sobre como se sente em relação ao corpo, que prefere ser "gordinha" e, recentemente, publicou uma foto no Instagram, mostrando o bumbum, que foi vista como um registro de liberdade sobre o próprio corpo.

A cantora já disse que está aos poucos se livrando da "pressão" que tinha para ter um corpo "perfeito" — e, como muitas mulheres se inspiram nela, esse pode ser um movimento importante para influenciar o público a ter amor-próprio.

Mulheres inspiradoras