PUBLICIDADE

Topo

Moda

Vestido da soneca: como nap dress virou nova peça queridinha da quarentena

A cantora Marília Mendonça aderiu ao look inspirado em camisolas - Reprodução/Instagram
A cantora Marília Mendonça aderiu ao look inspirado em camisolas Imagem: Reprodução/Instagram

Jéssica Arruda

Colaboração para Universa

04/04/2021 00h00

O "nap dress" ou "vestido da soneca" viralizou nas redes sociais como uma alternativa confortável e estilosa para ficar em casa em tempos de isolamento social. Um modelo simples que traz praticidade ao dia a dia para quem está trabalhando de casa.

É uma peça inspirada na vida no campo, que remete à estética batizada em inglês de "cottagecore", que valoriza a simplicidade, a conexão com a natureza, e que tem as estampas florais e xadrez como queridinhas. Este estilo bucólico ganhou força no Instagram e TikTok nos últimos meses.

Este conceito é traduzido em peças como o "nap dress", que apresentam características bem marcantes, como inspiração vintage em tecidos leves e silhueta ampla. "Com a pandemia, muitas pessoas estão saindo das metrópoles e buscando essa vida mais tranquila no interior. Com isso, o estilo de se vestir muda, acaba virando tendência e inspirando novas peças como o nap dress", explica a estilista ítalo-brasileira Anne Garcia.

O modelo de vestido que virou hit nas redes sociais foi lançado em 2018 pela nova-iorquina Hill House Home. A marca de cama, mesa e banho viu os lucros dispararem no ano passado graças à popularidade do vestido inspirado na camisola. O nap dress virou carro-chefe da marca, batendo recorde de vendas em um único dia: a Hill House Home chegou a faturar US$ 1 milhão em apenas 12 minutos.

No Brasil, algumas marcas brasileiras já produziam esse modelo de vestido bem antes da explosão nas redes sociais.

Camponesa moderna

Na sua essência, o "nap dress" apresenta um shape bem arejado com detalhes como babados e lastex no busto e mangas volumosas. Peças que agregam referências que vão do romantismo vitoriano à boemia dos anos 1970 — que casam perfeitamente com o estilo bucólico da moda.

Para os dias quentes, vestidos curtos de alcinha em algodão, linho e viscose, com cores pastéis ou estampas de flores miúdas, refletem a feminilidade desse estilo camponesa moderna. O conforto fica por conta da modelagem larguinha, com caimento leve que proporciona liberdade de movimentos.

"Na meia-estação, o nap dress é perfeito para combinar com o jeans, o contraponto da peça romântica — principalmente se tiver a padronagem floral pequena. Se você quer um visual mais urbano, ele fica lindo com tênis",diz Ana Paula Arruda Barbosa, coordenadora do núcleo de estilo da grife carioca Farm.

Quando o friozinho bater, jaquetas e peças em tricô compõem o visual sem esforço. Padronagens como o xadrez em modelos com mangas bufantes trazem um clima nostálgico para a peça queridinha de 2021.

Dicas para usar o "vestido da soneca" mesmo em casa

Vestido nap dress ou da soneca da marca americana Hill House - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
A marca americana Hill House chegou a faturar US$ 1 milhão em 12 minutos com a venda dos vestidos estilo camisola
Imagem: Reprodução/Instagram

A vantagem do "nap dress" está em sua praticidade: uma peça única que facilita a vida na hora de se arrumar. "Com os novos padrões de consumo, com poucas e boas peças no armário, esse tipo de vestido se destaca pela modelagem ampla que pode ser modernizada com botas mais pesadas, além da meia-calça agora no outono", diz Letícia Silveira, estilista da marca catarinense Le Iris.

Nas reuniões virtuais e videoconferências, modelos com decotes discretos e mangas chamativas estão entre as melhores opções para se destacar da cintura para cima. Para arrematar o look, tiaras nos cabelos e acessórios como mix de colares (ou correntes), por exemplo, deixam a produção mais urbana e atual.

Modelos longos ou midi espantam o friozinho nos dias mais amenos. Jaqueta jeans ou de couro completam o look sem esforço, dando um ar ainda mais cool à produção. A sobreposição com blusa de manga comprida traz para o look todo o clima de inverno.

Outra peça que confere um charme extra ao "nap dress" é o colete: curtinho em um visual mais retrô ou em versões mais compridas em tons sóbrios para contrastar com as estampas do vestido.

Tênis ou bota?

Para quem está trabalhando de casa e respeitando o isolamento social, não dá para escapar do chinelo ou de uma sandália rasteirinha para usar com o vestido. Mas quem precisa sair para trabalhar e busca um visual mais moderno, as estilistas indicam usar botas de cano curto ou o velho e bom tênis. Sandálias de tiras românticas também são bem-vindas.

Cintura marcada

Esse modelo de vestido é bem soltinho, mas para deixar a silhueta mais marcada é só apostar em um cinto. Alguns modelos de "nap dress" inclusive, já trazem elásticos tipo lastex ou faixas na cintura para deixá-los mais acinturados.

Moda