PUBLICIDADE

Topo

Universa

Ela faz sucesso com ensaios nus masculinos: "Acham que o fotógrafo é homem"

A fotógrafa Lud Lower colocou ideia em prática depois de terminar o casamento - Reprodução/Instagram
A fotógrafa Lud Lower colocou ideia em prática depois de terminar o casamento Imagem: Reprodução/Instagram

Mariana Gonzalez

De Universa, em São Paulo

17/01/2021 18h15

São cada dia mais comuns projetos que retratam o nu feminino — mas Lud Lower, uma fotógrafa de São Paulo, faz sucesso com ensaios nu masculinos. E mais: interagindo de forma sensual com seus modelos.

O projeto batizado de My Boy Toys nasceu quando ela ainda era casada, mas só saiu do papel após o divórcio, há cinco anos, durante uma transa. "Tive vontade de retratar o homem pela visão da mulher. Sabe quando você deita na cama e vê o homem de um ângulo único, com o teto atrás? Foi assim que a ideia nasceu", contou, a Universa.

Se no começo Lud queria mostrar a visão da mulher heterossexual na hora do sexo, hoje ela percebe que o projeto tem missões mais ambiciosas: falar sobre liberdade sexual e desconstruir a sexualidade masculina.

"Acho que [as fotos] mostram para a mulher que está tudo bem se excitar com um homem que você não conhece direito. Está tudo bem, também, transar com vários homens ou manter relações diversas", disse. "Com o tempo, percebi que também quebrava tabus sobre a sexualidade masculina. Homens héteros têm uma visão bem limitada a respeito de seus corpos, de seu papel no sexo".

Lud conta que todo o processo antes de um novo ensaio leva tempo: alguns homens a procuram e pedem para ser fotografados, outros surgem por indicação de amigos. Mas em todos os casos a fotógrafa preza por conhecer o modelo antes da foto — "é ali que nasce a intimidade", diz.

Na maioria das vezes, o ensaio é feito na casa dela e dura de 4 a 5 horas, com pausas para cerveja, cigarro e mais conversa. "Todo mundo quer saber se eu pego ou não os boys. Claro que não vou responder", fala.

Durante a pandemia do coronavírus, a frequência dos ensaios caiu. Nos últimos meses, Lud conta que só fez fotos com modelos que já tinham pego covid-19 ou que fizeram testes antes.

"Acham que é um homem fotografando"

O trabalho de Lud Lower como fotógrafa não fica restrito aos nus masculinos. Ela também retrata mulheres, casais e casamentos, e conta que os ensaios sensuais femininos têm mais público, mas acredita que o My Boy Toys chama atenção por fugir do lugar comum.

"Ainda recebo mensagens me tratando como se eu fosse homem. As pessoas não acham que uma mulher pode fazer aquelas fotos e pensam que as mãos femininas que aparecem ali são de alguma modelo", conta.

Lud continua: "A galera ainda é muito ligada na ideia de que a mulher só serve ao homem, que é sempre submissa e que é o cara que toma iniciativa, passa a mão, joga na cama. Foi isso que nos ensinaram".

Veja mais fotos:

Universa