PUBLICIDADE

Topo

Sexo

Meu marido descobriu minha traição e me surpreendeu com um jantar romântico

de Universa

09/11/2020 04h00

Quando o assunto é infidelidade, a maioria das pessoas tem um palpite sobre o que faria se vivesse a situação e também uma opinião sobre qual seria a reação do parceiro, caso fosse enganado. A ideia de que os homens traem mais e perdoam menos é a mais difundida. Mas, na prática, as coisas nem sempre são tão previsíveis, como mostra a história da empresária Monique, 38, de São Paulo, discutida no primeiro episódio da quinta temporada do podcast Sexoterapia.

Casada há 14 anos e cansada da relação monogâmica, Monique começou a sair com um colega de trabalho há cerca de quatros anos, pouco depois da recusa do marido à sua sugestão de abrirem o relacionamento. "Acho que, inconscientemente, eu até queria que ele descobrisse", contou ao podcast. Foi o que aconteceu (escute a história completa abaixo, a partir do minuto 26:06).

O que Monique não previu foi a reação do marido. "Fui surpreendida com um jantar romântico e pela seguinte declaração: 'Eu te amo e não importa o que você faz quando não está comigo, contanto que continue comigo'", relembra. A empresária disse que tentou conversar algumas vezes sobre o ocorrido, mas o marido prefere fingir que nada aconteceu. "Ele sempre me diz que é feliz e não mudaria nada na nossa vida", conta.

Para a sexóloga Ana Canosa, apresentadora do Sexoterapia, esse tipo de reação pode, de fato, indicar que a pessoa lidou bem com a situação, ou que prefere não ter de lidar com ela naquele momento. "Tem fases da vida em que a gente não dá conta de determinadas questões", afirma.

Ana lembra ainda que as reações à traição levam também em conta uma série de conveniências que existem dentro de um relacionamento. "Tem o filho, a família, a casa, a grana, o acolhimento, a amizade. Para algumas pessoas, em um determinado momento da relação ou da vida, a conveniência é mais importante do que tudo. Desestruturar isso pode ser mais assustador do que ser traído sexualmente", afirma.

Já para o jornalista e psicanalista Ivan Martins, convidado do programa, essa aparente segurança também pode indicar uma terrível irritação. "Nesse caso, a pessoa não quer nem chegar perto de algo que dói, não quer abrir uma discussão que pode levar ao final do relacionamento", opina.

Contar ou não contar?

Outra questão não conclusiva em relação à fidelidade é se é melhor parceiro saber ou não sobre a traição. Mais uma vez, a resposta não é universal e depende de uma série de fatores que dizem respeito às pessoas envolvidas e ao tipo de relacionamento. Para Ivan Martins, contar é mais importante para quem fala do que para quem ouve. "A pessoa conta porque não suporta viver com aquilo, ou tem uma necessidade meio sádica de maltratar o outro. A minha impressão é a de quem vai falar não está aguentando o que fez ou precisa se exibir", diz. Ana concorda, mas diz que saber qual foi a motivação da infidelidade do parceiro também pode ser uma oportunidade para o outro decidir se vale a pena ou não continuar naquela relação.

Se existe uma certeza quando se trata de infidelidade conjugal é que existirá algum grau de sofrimento, seja pelo peso na consciência de quem traiu e não contou, seja pela dor de quem descobriu que foi traído, ainda que o casal tenha algum tipo de combinação prévia sobre o assunto. "O combinado não sai caro é uma frase que se aplica aos negócios, nas relações pessoais os combinados às vezes saem caríssimos", finaliza Ivan.

Para saber mais

  • Livros: "Dom Casmurro", Machado de Assis; "Casos e Casos: Repensando a Infidelidade", Esther Perel; "Na Ponta da Língua", Pamela Druckerman
  • Séries: The Boys (Amazon Prime), The Affair (Globo Play)

Acompanhe o Sexoterapia

Infidelidade é o tema do trigésimo quarto episódio da quinta temporada do podcast Sexoterapia, dedicada a refletir sobre dilemas masculinos. Nesse episódio, as apresentadoras Marina Bessa, jornalista, e Ana Canosa, sexóloga, recebem o jornalista e psicanalista Ivan Martins.

Sexoterapia vai ao ar às sextas-feiras e está disponível no UOL, no Youtube de Universa e nas plataformas de podcasts, como Spotify, Apple Podcasts, no Castbox e Google Podcasts. A quarta temporada tem oito episódios.

Sexo