PUBLICIDADE

Topo

Na Índia, homens que estupraram estudante em ônibus são executados

Indianas protestam contra casos de violência contra a mulher - Ajay Verma/Reuters
Indianas protestam contra casos de violência contra a mulher Imagem: Ajay Verma/Reuters

De Universa

19/03/2020 22h43

Um crime cometido na Índia em 2012 marcou a história do país. Uma estudante de 23 anos, cujo nome não foi revelado, foi estuprada por um grupo de homens e morreu pouco tempo depois em decorrência dos ferimentos. O caso aconteceu em um ônibus na cidade de Nova Déli. Hoje, quatro homens responsáveis pelo crime foram executados pelo governo local.

Eles foram enforcados em uma prisão na capital indiana. Todos os recursos contra a execução foram negados, incluindo os pedidos de misericórdia destinados ao presidente da Índia, Ram Nath Kovind.

Relembre o caso

No dia 16 de dezembro de 2012, a estudante e seu namorado pegaram um ônibus fretado para casa depois de irem ao cinema. Com o veículo em movimento, um grupo de homens roubou os pertences dos dois e depois levou a vítima para a parte de trás, onde a estupraram e a agrediram com barras de ferro. Eles também tiraram a roupa e bateram em seu namorado, que foi contido durante o ataque.

Por fim, jogaram as vítimas nuas na rua e tentaram atropelá-las. Em seguida limparam o ônibus com as roupas de ambos e dividiram os frutos do roubo entre si. A jovem, que teve ferimentos graves no corpo e no cérebro, morreu duas semanas depois, em um hospital de Cigapura.

O caso despertou a revolta da população local e ganhou repercussão internacional, chamando atenção do mundo para o número alto de casos de violência contra a mulher cometidos no país.