PUBLICIDADE

Topo

Violência contra a mulher

Vítima de estupro morre incendiada na Índia e aumenta indignação no país

Crimes do tipo são recorrentes no país - iStock
Crimes do tipo são recorrentes no país Imagem: iStock

Zeba Siddiqui, Sankalp Phartiyal e Mayank Bhardwaj

07/12/2019 17h56

UNNAO, Índia (Reuters)

Uma jovem de 23 anos morreu após ser queimada por um grupo de homens na Índia. Ela havia sofrido um estupro e estava indo a uma audiência sobre o caso quando foi morta. O assassinato provocou protestos de líderes da oposição, que culpam o partido do governo pelo fracasso em combater os crimes de violência contra as mulheres.

A mulher iria pegar um trem no distrito de Unnao, no estado de Uttar Pradesh, no norte do país, mas foi encharcada de querosene e queimada. O crime aconteceu na quinta-feira. De acordo com a polícia, entre os homens responsáveis estão aqueles que cometeram o abuso sexual.

Ela foi levada de avião para Nova Déli no mesmo dia para receber atendimento médico.

A mulher morreu na sexta-feira após sofrer uma parada cardíaca, informou à Reuters o Dr. Shalabh Kumar, diretor do departamento de queimaduras e cirurgia plástica do hospital Safdarjung de Nova Déli.

O ataque foi o segundo grande caso de violência contra mulheres nas últimas duas semanas e contibuiu para o sentimento de indignação na Índia.

Violência contra a mulher