PUBLICIDADE

Topo

Acabou! 5 lições que o fim do Mercúrio retrógrado nos traz para a vida toda

Respira, inspira e aprenda as lições que o planeta retrógrado nos trouxe! - fizkes/Getty Images/iStockphoto
Respira, inspira e aprenda as lições que o planeta retrógrado nos trouxe! Imagem: fizkes/Getty Images/iStockphoto

Camila Eiroa

Colaboração para Universa

11/03/2020 04h00

Chega ao fim mais um ciclo de Mercúrio retrógrado, um dos trânsitos astrológicos mais polêmicos e comentado pelos amantes de astrologia e até mesmo por aqueles que não acreditam tanto assim na influência dos astros.

O motivo para tanta polêmica é que Mercúrio é um planeta pessoal, ou seja, conseguimos sentir sua influência mais diretamente. Como ele rege a comunicação, fica fácil reparar nas falhas que acontecem em conversas e até mesmo em aparelhos como celulares e computadores.

Nessa última caminhada para trás, o planeta esteve em Peixes, signo de elemento água, que rege as emoções. Alguns crushes do passado podem ter retornado, assim como a melancolia pode ser estado presente. Além disso, discussões profundas podem ter trazido velhos rancores à tona.

E qual o saldo final deste ciclo? Descubra abaixo!

O que aprendemos com fim do Mercúrio retrógrado

Aparar as arestas

Deixar coisas paradas sem conclusão talvez não seja uma boa ideia, não é mesmo? Mercúrio retrógrado nos lembrou que assuntos não finalizados sempre voltam para pedir uma resolução. Quando são assuntos emocionais e afetivos, percebemos que a melhor ideia é realmente não economizar no diálogo e buscar colocar todos os pontos nos i's assim que as situações acontecem.

Não vamos repetir o mesmo erro, certo?

Ouvir a intuição

Com Mercúrio retrógrado no signo de Peixes, a confusão na comunicação pode ter vindo pela falta de equilíbrio entre razão e intuição. Sim, por ser um signo emotivo, ele trouxe à tona a nossa capacidade de ter insights e uma razão mais guiada pela nossa emoção. Coisa que, na maior parte do tempo, deixamos de lado.

Buscar o equilíbrio e tentar ouvir a intuição antes de apelar para a parte racional de cara é um ótimo aprendizado do período. Afinal, sabemos mais respostas sobre nós mesmos do que os outros.

Tudo bem sentir, se emocionar

Por quanto tempo somos levados a negar nossas emoções? No Carnaval, período em que o Mercúrio esteve retrógrado, parece que a diversão fala mais alto do que qualquer sentimento. Inclusive, ele pode ter deixado muita gente apaixonada por um amor de folia, o que com certeza causou conflitos internos. Normal. Permita-se sentir!

Afinal, se deixar os sentimentos guardados no fundo do baú, como se não existissem, na próxima retrogradação do astro ele com certeza voltará à tona.

Ter cuidado com ilusões

Sentir não é ser vulnerável, certo? Retrógrado em Peixes, Mercúrio deixou isso bem claro. Ter consciência sobre o que sentimos nos permite não cair em ciladas amorosas ou falsas promessas de pessoas que achamos que conhecemos bem. A confiança é construída a longo prazo e, quando rompida, fica difícil de consertar. Por isso, atenção às palavras ditas e ouvidas. Elas ajudam a decifrar quem é confiável!

Falar com impulsividade é bom?

Falar ou fazer coisas no impulso pode trazer bons resultados, mas também arrependimento. Para não correr o risco, a lição que nos foi dada é a de que nenhuma decisão é tão urgente ao ponto de não valer a pena ler duas vezes o contrato, perguntar duas vezes se todos estão de acordo e confirmar se tudo foi compreendido da maneira correta.

O conselho também se aplica a compras. Questionar se é algo realmente útil e que está em boas condições é válido em todos os momentos, não só quando Mercúrio está retrógrado.

Lições anotadas? Então aproveite para anotar, também, a próxima data de Mercúrio retrógrado: será de 18 de junho a 12 de julho.

Alto Astral