Topo

Cuba Gooding Jr. se declara inocente em caso de assédio e abuso sexual

O ator Cuba Gooding Jr. é escoltado por policiais após sair do Departamento de Polícia de Nova York - REUTERS/Eduardo Munoz
O ator Cuba Gooding Jr. é escoltado por policiais após sair do Departamento de Polícia de Nova York Imagem: REUTERS/Eduardo Munoz

Do UOL, em São Paulo

15/10/2019 15h47

O ator Cuba Gooding Jr. oficializou sua declaração de inocência em um caso judicial que inclui duas acusações de assédio sexual e duas de abuso sexual. O norte-americano e seus advogados compareceram a uma audiência preliminar do caso em Nova York na tarde de hoje.

As informações são do The Wrap. O astro, vencedor do Oscar por Jerry Maguire: A Grande Virada (1996), foi acusado de assédio pela primeira vez após uma noitada no Magic Hour Rooftop Bar, também em Nova York, em junho.

Segundo a acusadora inicial, uma mulher de 29 anos cuja identidade foi protegida pela polícia, Gooding Jr. estava bêbado e apalpou seus seios sem permissão no bar.

Outro dos incidentes investigados no caso ocorreu no TAO Nightclub, outra boate em Nova York. Segundo a segunda denunciante, Gooding Jr. fez "comentários sexualmente sugestivos", e apalpou suas nádegas sem permissão.

Os promotores do caso relataram ter recebido ao menos 12 outras acusações críveis contra Gooding Jr., a mais antiga datada de 2001. Essas acusações não foram incluídas no processo oficial.

No entanto, os advogados esperam poder usar os relatos destas outras supostas vítimas como provas de apoio para os casos que vão a julgamento, argumentando que Gooding Jr. exibiu um padrão de comportamento inadequado no passar dos anos.

Violência contra a mulher