Topo

Mães e filhos

Bruna Hamú fala da volta à TV e desabafa sobre maternidade: "Senti culpa"

Bruna Hamu - Victor Pollak/TV Globo
Bruna Hamu Imagem: Victor Pollak/TV Globo

De Universa

18/09/2019 10h36

A atriz Bruna Hamú deu uma entrevista franca sobre maternidade, em que falou do amor pelo filho Julio, de 2 anos, fruto da união com o empresário Diego Moregola, sobre a culpa que teve por não sentir o que se romantiza sobre ser mãe e a volta à TV.

"Já senti culpa por não encontrar a magia que dizem. No primeiro mês, chorei por três semanas seguidas. Os hormônios enlouquecem e até você entender o que está acontecendo, leva tempo", admitiu ela, ao Gshow.

Hamú retornou à TV depois de quase três anos, como a Joana de A Dona do Pedaço, e diz que se reencontrar foi um processo longo.

"Quando o bebê nasce, a gente perde nossa identidade. Durante o puerpério, senti muito isso. Engravidei no susto e minha vida mudou radicalmente. Sempre fui independente, fazia as minhas coisas, trabalhava, viajava... e, de repente, estava com um bebê completamente dependente de mim, que não me deixava dormir, tomar banho e nem escovar os dentes (risos). Esta parte difícil ninguém te conta. Só se ouve dizer que é tudo muito mágico. Sentia até culpa por não enxergar esta beleza toda. A maternidade real não é esta magia. Tem todo um lado emocional que bate", detalhou.

Bruna afirmou que a vida de casal muda muito com a presença de um filho e que há um "abalo". "Como todos os casais, tiveram momentos em que foi preciso sentar e conversar. O homem só entende que é pai quando o bebê nasce e, ainda assim, tem um processo. Já a mulher, vive desde a gestação, é outra cabeça, outro sentimento".

Meu coração inteiro fora do peito. ?? #julinhohm

Uma publicação compartilhada por Bruna Hamú (@brunahamu) em

Ela ainda explicou que o casal escolheu o nome Julio por ser o mesmo do pai de Diego, que já morreu. "Eu queria algo curto, forte e não tão comum". E disse que vem mais bebê pela frente. "Quero dar um irmão para o Julio. Tenho uma irmã, a Natália, que acho fundamental na minha vida. Quando a gente era mais nova, brigávamos muito, mas hoje em dia não. É bom saber que sempre terá alguém por perto quando precisar e nos apoiar. Se eu pudesse, já teria outro bebê para ir criando junto de uma vez. A função é uma só, mas vou trabalhar primeiro. A minha prioridade agora é a carreira".

Já a volta de TV é um misto de alegria com tristeza, admite a atriz. "Estou muito feliz de poder voltar, amo o que eu faço. Mas dói! Vou dizer que é difícil na hora de dar tchau. Ainda mais eu, que fiquei dois anos grudada ali, dá uma saudade... Mas é importante para nós dois. Sei que é clichê, mas é um grande presente estar em A Dona do Pedaço, novela das 9 e do Walcyr Carrasco, com direção de Amora Mautner, pessoas geniais. Estão todos sendo muito generosos comigo".

Mais Mães e filhos