PUBLICIDADE
Topo

Chefe da Uber trabalha como entregador e recebe críticas: "faça por um mês"

Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, trabalhou um dia como entregador - Reprodução
Dara Khosrowshahi, CEO da Uber, trabalhou um dia como entregador Imagem: Reprodução

Felipe Oliveira

Colaboração para Tilt

05/07/2021 15h00

O chefão da Uber, Dara Khosrowshahi decidiu trabalhar como entregador do Uber Eats para verificar como é o funcionamento da plataforma. O problema é que, ao publicar a rotina em seu Twitter, o executivo-chefe recebeu uma série de críticas, principalmente porque a experiência durou poucas horas e não representou as longas jornadas vividas pelos entregadores via o app.

Khosrowshahi, que postou uma foto com um capacete e com a mochila da marca nas costas, afirmou que trabalhou algumas horas fazendo entregas na cidade de São Francisco no último dia 27. Ele ainda elogiou os funcionários dos restaurantes que passou, dizendo que "eram incrivelmente legais".

Ainda na postagem, Khosrowshahi relatou ter ficado cerca de três horas e meia online no app de entregas, o que teria sido suficiente para lucrar US$ 106,71 (cerca de R$ 540, na cotação atual), incluindo as gorjetas. Lembrando que os entregadores do Uber Eats são pagos por entregas e a distância percorrida.

Mas o sucesso obtido no sábado não foi repetido no domingo. Segundo o executivo da empresa, ele trabalhou por cerca de duas horas e lucrou US$ 50,63 (cerca de R$ 257). Ele disse que o domingo o manteve "muito ocupado" e que teve mais entregas no centro da cidade, "com tráfego".

Os relatos da experiência de Khosrowshahi não agradaram muito algumas pessoas no Twitter. Diversos comentários criticaram os valores obtidos. Além disso, internautas desafiaram o executivo a viver com esse salário por mês.

"Agora faça isso por um mês e tente alimentar sua família e pagar suas contas somente com esses ganhos", disse um usuário.

Já este outro falou sobre "exploração ao trabalhador".

Também teve gente desafiando o chefão da Uber a tentar trabalhar no Brasil. "Convido você a ter a mesma experiência no Brasil. Sem favorecer o algoritmo, é claro, e tentando financiar as contas mensais. Trabalhando cinco horas, acredito que seja possível pagar pelo menos uma refeição. Boa sorte", disse.

"Uau, que conclusão surpreendente que você, o CEO do Uber, teve uma ótima experiência neste trabalho. Agora tente fazer isso como sua única fonte de renda", disse esse outro.

Alguns outros usuários elogiaram a iniciativa do CEO, destacando a importância de sua liderança e por tentar entender um pouco da rotina dos trabalhadores.