PUBLICIDADE
Topo

Se cuida, C-3PO! Robô vira atriz para estrelar filme de ficção científica

Robô-atriz Erica é apresentada em uma conferência em Madri, na Espanha - Gabriel Bouys/AFP
Robô-atriz Erica é apresentada em uma conferência em Madri, na Espanha Imagem: Gabriel Bouys/AFP

Thiago Varella

Colaboração para Tilt

28/06/2020 04h00

Robôs sempre combinaram muito com o cinema. O clássico "Metropolis", de 1927, já trazia às telas uma robô que se tornou icônica. Depois vieram o C-3PO de "Star Wars", "Wall-E", "O Exterminador do Futuro", "Blade Runner" e afins. Apesar dessas ficções científicas, até onde sabemos robôs reais ainda não substituiram atores humanos em cena. Mas, pode ser que esse dia esteja chegando.

Trata-se da Erica. Ela dever ser a primeira atriz humanoide com inteligência artificial a assumir o papel principal em um filme.

Erica vai estrelar um longa-metragem de ficção científica chamado "b", com orçamento de US$ 70 milhões. Contará a história de um cientista que descobre os perigos de seu programa, criado para aperfeiçoar o DNA humano. Ele deverá ajudar Erica, a mulher com inteligência artificial que criou, a fugir do laboratório.

Os cientistas japoneses Hiroshi Ishiguro e Kohei Ogawa foram os criadores da robô. Eles a fizeram para estudar as interações entre humanos e computadores. Erica, claro, precisou aprender a atuar para estar no filme. Ogawa e Ishiguro foram os responsáveis por usar métodos de inteligência artificial para a humanoide virar uma atriz.

"Em outros métodos de representação, os atores incluem as suas próprias experiências de vida no papel. Mas Erica não tem experiências de vida. Ela foi criada do zero para fazer o personagem. Tivemos de simular os seus movimentos e emoções por meio de sessões individuais, como controlar a velocidade dos seus movimentos, conversar sobre seus sentimentos e treinar o desenvolvimento de personagens e a linguagem corporal", disse Sam Khoze, um dos produtores do filme, ao site The Hollywood Reporter.

Erica já gravou algumas cenas no Japão, mas o filme ainda não foi finalizado. Os produtores esperam retomar as gravações na metade do ano que vem, na Europa.

O filme ainda não tem diretor definido e nem grande parte do elenco. Mesmo assim, Erica já sabe que será a grande estrela e chamariz do longa. A robô, inclusive, já tem seu próprio perfil no IMDB (Internet Movie Database), a principal plataforma online de informações sobre filmes no mundo.