Topo

Agora vai? Galaxy Fold é relançado após enfrentar falhas

Galaxy Fold começará a ser vendido inicialmente na Coreia do Sul - Divulgação
Galaxy Fold começará a ser vendido inicialmente na Coreia do Sul Imagem: Divulgação

Bruno Madrid

de Tilt, em São Paulo

05/09/2019 08h43

A Samsung divulgou oficialmente datas e detalhes do Galaxy Fold, o celular com tela dobrável da empresa. Lançado em fevereiro deste ano, as vendas do modelo foram adiadas após falhas ligadas à resistência serem descobertos. Será que agora vai?

O Galaxy Fold começa a ser vendido amanhã (6) na Coreia do Sul. Outros países selecionados, como Alemanha, Cingapura, Estados Unidos, França e Reino Unido, recebem o celular nas próximas semanas.

Como já esperado, o valor de chegada é salgado: US$ 1.980 (cerca de R$ 8.100 na atual cotação sem impostos). Até o momento, não há data definida para o lançamento no Brasil.

Enfim, o Fold

O Galaxy Fold chamou muito a atenção em seu lançamento. Ter um celular com uma tela de 7,3 polegadas que se dobra em três não era para qualquer um, não?

Segundo a empresa, a nova linha da Samsung vem uma opção pronta para 5G em locais específicos e os modelos funcionam tanto fechados (como um celular comum) quanto abertos - neste caso, a vantagem é para os fãs de vídeos e jogos.

As câmeras do novo brinquedinho da Samsung impressionam: uma câmera tripla na traseira (uma lente de 16 MP e duas de 12 MP) e uma dupla na frontal (10 MP e 8 MP). Há, ainda uma espécie de câmera "escondida", feita para selfies, de 10 MP. Ela é fixada na parte de trás do aparelho.

A bateria pode variar um pouco graças ao 5G: para os clientes com conexão tradicional (4G), foram foram fornecidos generosos 4.380 mAH. Já para quem vai usar o 5G, este número cai um pouco - 4.235 mAH.

Falando sobre armazenamento e desempenho, o Fold traz o Android Pie e terá 512 GB de espaço interno (sem possibilidade de expansão) com 12 GB de memória RAM.

A falha do Fold

O Galaxy Fold foi o pioneiro na futura (atual) tendência de termos celulares com telas que se dobram. Se tudo tivesse dado certo, teria sido um belo início para uma nova era na telefonia.

Porém, alguns modelos apresentaram falhas após o lançamento.

O smartphone inovador não chegou a ser vendido para o público final. Quem descobriu os problemas foram alguns jornalistas especializados que haviam recebido o celular para fazer suas análises.

A Samsung decidiu então adiar o lançamento para analisar essas falhas. Novos testes foram feitos para, enfim, o aparelho chegar ao mercado.

Abaixo você pode ver como o Galaxy Fold deve funcionar (se não tiver nenhum outro problema).

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Fique por dentro