Topo

Galaxy S10 chegou a custar metade do preço seis meses após lançamento

A linha Galaxy S10, top de linha da Samsung - Gabriel Francisco Ribeiro/UOL
A linha Galaxy S10, top de linha da Samsung Imagem: Gabriel Francisco Ribeiro/UOL

Felipe Germano

Colaboração para Tilt

26/08/2019 04h00Atualizada em 27/08/2019 09h04

Sem tempo, irmão

  • Galaxy S10 já teve promoção e custou 50% do valor de lançamento
  • A diferença chegou aos R$ 2.500 seis meses do início das vendas
  • Quem aproveitou as melhores promoções do S10e poupou mais de R$ 2.100

Se você é um daqueles fãs da Samsung que compra tudo na pré-venda, mesmo que tenha que parcelar em 12 vezes, eu tenho uma notícia. Com tudo o que você pagou até esta sexta parcela, daria para ter comprado um aparelho novo agora. É como a gente sempre fala, o preço de comprar tudo logo no lançamento geralmente é maior.

Um levantamento feito pela Promobit, plataforma que reúne e verifica promoções online em grandes sites de varejo, mostrou que, o modelo top de linha da empresa coreana, o Galaxy S10, já teve ofertas por 50% do valor, seis meses após seu lançamento.

De acordo com a análise, com a pré-venda aberta em 12 de março, e o lançamento oficial em 5 de abril, levou menos de um mês para que quedas no valor aparecessem.

A pesquisa aponta que ainda em abril já era possível comprar o aparelho com desconto de R$ 1.400 no valor do S10 --uma queda de quase 30%. O aparelho com três câmeras na parte de trás e impressão digital na tela, custava R$ 4.999, em seu modelo mais simples, com 128 GB de memória, no lançamento.

S10+ não teve promoção tão grande

Tanto o S10 quanto o S10e apareceram em promoções por metade do seu valor inicial. O S10+ conseguiu se manter um pouco mais longe dos descontões, mas mesmo assim foi encontrado recentemente com uma redução de 43% do valor de lançamento.

O S10e, que tem uma tela menor e duas câmeras traseiras, chegou às prateleiras a partir de R$ 4.299. Já o modelo top de linha, o S10+, que conta com alguns luxos extras (como uma câmera dupla frontal e a mais potente das baterias), saía por R$ 5.499, também na versão de 128 GB.

O motivo para as baixas nos preços, de acordo com os organizadores do estudo, são promoções das grandes varejistas a clientes premium. O diretor comercial do Promobit, Fabio Carneiro, acredita que a concorrência também pesou: "A chegada do P30 Pro da Huawei, que teve boa aceitação do mercado, com outras marcas chinesas como a Xiaomi, pode ter uma relação. Antes, a Samsung praticamente não possuía competidores diretos aqui no Brasil com smartphones Android do segmento 'high end'". Vale lembrar que os aparelhos da Samsung costumam desvalorizar mais do que seus concorrentes da Apple.

SIGA TILT NAS REDES SOCIAIS

Mais Samsung