Conteúdo publicado há 1 mês

Família, fãs e amigos se despedem de Ziraldo no Rio de Janeiro

Acontece hoje no Rio de Janeiro o velório do cartunista Ziraldo, que morreu ontem aos 91 anos.

O velório acontece desde as 10h no MAM (Museu de Arte Moderna). Amigos, familiares e fãs prestam suas homenagens na Avenida Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo.

O enterro começa às 16h30. Ziraldo será sepultado no Cemitério São João Batista.

Amigos e familiares confortam Santinha, irmã de Ziraldo, no velório do cartunista
Amigos e familiares confortam Santinha, irmã de Ziraldo, no velório do cartunista Imagem: AgNews
Fã carrega placa que diz 'Vai com Deus, Ziraldo' no velório do cartunista
Fã carrega placa que diz 'Vai com Deus, Ziraldo' no velório do cartunista Imagem: AgNews
Homem se emociona no velório de Ziraldo
Homem se emociona no velório de Ziraldo Imagem: AgNews
A cineasta Daniela Thomas no velório de seu pai, o cartunista Ziraldo
A cineasta Daniela Thomas no velório de seu pai, o cartunista Ziraldo Imagem: Carlos Elias/Brazil News
Coroa de flores enviada pela família de Mônica e Mauricio de Sousa no velório de Ziraldo
Coroa de flores enviada pela família de Mônica e Mauricio de Sousa no velório de Ziraldo Imagem: Carlos Elias/Brazil News
Eduardo Paes e Marcelo Freixo compareceram ao velório de Ziraldo
Eduardo Paes e Marcelo Freixo compareceram ao velório de Ziraldo Imagem: Francisco Silva/AgNews
Continua após a publicidade
Andréa Beltrão no velório de Ziraldo
Andréa Beltrão no velório de Ziraldo Imagem: Carlos Elias/Brazil News
Antônio Pitanga no velório de Ziraldo
Antônio Pitanga no velório de Ziraldo Imagem: Carlos Elias/Brazil News
Camila Pitanga no velório de Ziraldo
Camila Pitanga no velório de Ziraldo Imagem: Carlos Elias/Brazil News
Camila Pitanga se emociona no velório de Ziraldo
Camila Pitanga se emociona no velório de Ziraldo Imagem: Francisco Silva/AgNews
Enrique Diaz no velório de Ziraldo
Enrique Diaz no velório de Ziraldo Imagem: Francisco Silva/AgNews
Camila Pitanga e Enrique Diaz no velório de Ziraldo
Camila Pitanga e Enrique Diaz no velório de Ziraldo Imagem: Francisco Silva/AgNews
Continua após a publicidade
Fernanda Torres no velório de Ziraldo
Fernanda Torres no velório de Ziraldo Imagem: Carlos Elias/Brazil News
Otávio Müller no velório de Ziraldo
Otávio Müller no velório de Ziraldo Imagem: Carlos Elias/Brazil News
Enrique Diaz abraça Otávio Müller no velório de Ziraldo
Enrique Diaz abraça Otávio Müller no velório de Ziraldo Imagem: Francisco Silva/AgNews
Fernanda Torres conversa com Camila e Antônio Pitanga no velório de Ziraldo
Fernanda Torres conversa com Camila e Antônio Pitanga no velório de Ziraldo Imagem: Francisco Silva/AgNews
Corpo de Ziraldo deixa o velório no Rio
Corpo de Ziraldo deixa o velório no Rio Imagem: CARLOS ELIAS / BRAZIL NEWS
Ziraldo foi velado esta tarde
Ziraldo foi velado esta tarde Imagem: CARLOS ELIAS / BRAZIL NEWS
Continua após a publicidade

O cartunista morreu dormindo em seu apartamento no bairro da Lagoa, na Zona Sul do Rio, pouco depois das 14h de hoje (6).

"Ele teve um AVC faz um tempo e já estava com a saúde frágil, estava bem fraquinho", disse Cecília, cunhada de Ziraldo, casada com Zelio, irmão do cartunista, a Splash. "Ele estava em casa e faleceu agora de tarde, pouco depois das duas da tarde.

Ziraldo teve um AVC em 2018, quando ficou internado em estado grave e teve alta após um mês. Depois disso, deixou os holofotes, mas teve de desmentir uma fake news de sua morte em 2019. Ele também teve um infarto leve em 2013, quando estava na Alemanha.

Segundo a filha de Ziraldo, Daniela Thomas, ele teve falência múltipla de órgãos, mas a causa oficial da morte ainda será confirmada. "Ele simplesmente parou de respirar. Já eram seis anos acamado, e começou ultimamente a ficar com muita fraqueza, ter muita febre".

Vida e Obra

Ziraldo nasceu em Caratinga, Minas Gerais, em 24 de outubro de 1932.

Continua após a publicidade

Começou sua carreira em 1954, na "Folha da Manhã" (hoje, Folha de São Paulo), com uma coluna de humor.

Se formou em Direito, em 1957, na Faculdade de Direito de Minas Gerais.

Casou-se em 1958, com Vilma Gontijo, com quem teve três filhos.

Ziraldo começou a ganhar fama nacional com os trabalhos na revista O Cruzeiro e Jornal do Brasil.

Lançou em 1960 a revista em quadrinhos "Turma do Pererê", a primeira história em quadrinhos a cores produzida no Brasil. A obra também foi o primeiro gibi brasileiro feito por um só autor.

A história foi cancelada após o início da ditadura militar, voltando nos anos 70.

Continua após a publicidade

Lançou em 1980 sua obra mais famosa, "O Menino Maluquinho".

Deixe seu comentário

Só para assinantes