'Faço com todo prazer'; diz ator sobre cenas sem roupa em 'Terra e Paixão'

Rafael Gualandi, ator que vive o Enzo na novela das 9 "Terra e Paixão", participou do podcast Papo de Novela e contou sobre as cenas sem roupa de seu personagem.

Quer ficar por dentro de tudo o que rola no mundo das novelas? Clique aqui e faça parte do nosso canal no WhatsApp.

Gravar quase nu: "Sou muito tranquilo, sou uma pessoa que tem quase zero de pudor. Não tenho muito essa coisa de manter uma estética de se comportar. Entendo que tenham pessoas assim, mas na vida sou uma pessoa totalmente despudorada, até com a família, fico em casa pelado. Não ligo. Então, em cena também não tem problema nenhum. Faço com todo prazer, brinco, sacaneio."

Primeira cena sem camisa na novela: "Lembro que a primeira cena que o Enzo ficou sem camisa foi uma com a Gladys, que era de pegação. E foi uma cena muito falada na internet por ser com a mulher do chefe."

Aumento de seguidores nas redes sociais: "Ainda não tenho muitos seguidores, mas lá no início tinha muito menos. E as pessoas não conheciam o ator Rafael Gualandi. No Twitter bombava de mensagens falando disso. Eu acho ótimo, acho incrível fazer um personagem que não tem a ver comigo, que é um personagem distante e que está totalmente coberto. Quando ele se descobre, é uma surpresa."

Nervosismo na primeira cena com Tony Ramos: "Fiiquei muito nervoso. Minha primeira cena na novela foi uma externa, um show que rolou, e depois de muito tempo foi minha primeira cena com o Tony. Fiquei nervoso não pela cena em si, mas por ser com o Tony. Nunca trabalhei com ele, não o conhecia. Estar ali, de frente para um cara que tem mais de 50 anos só de Globo... É um lugar que também você almeja chegar no futuro e é uma pessoa exemplar. Mas quando cheguei lá, e ele tem sempre essa energia alegre, divertida e brincalhona, ele sempre começa a deixar o set muito leve, eu comecei a entender que estávamos no mesmo lugar. Não em questão de experiência, mas ele precisava de mim e eu dele. Comecei a respirar, a entender isso, botar meus pés no chão e falar: 'Caraca, eu cheguei aqui, estou aqui, que incrível'".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes