Conteúdo publicado há 3 meses

Slipknot demite baterista que substituiu Joey Jordison e explica motivo

O Slipknot anunciou em suas redes sociais a dispensa do baterista Jay Weinberg, após uma década do norte-americano na banda. Ele substituiu o cofundador do grupo Joey Jordison, que deixou o Slipknot em 2013 e morreu em 2021.

O Slipknot citou que é uma banda que "sempre procura evoluir" e que, portanto, foi uma "decisão criativa".

A banda desativou os comentários da publicação - talvez temendo uma má repercussão.

Ainda não foi anunciado quem o substituirá.

"Nós gostaríamos de agradecer a Jay Weinberg por sua dedicação e paixão nos últimos dez anos. Ninguém poderá substituir o som original de Joey Jordison, seu estilo e energia, mas Jay honrou as partes de Joey e contribuiu com os últimos três discos. Nós, a banda, e os fãs, apreciamos isso. Mas, como sempre, o Slipknot tem a intenção de evoluir. A banda decidiu tomar uma decisão criativa e romper laços com Jay. Nós desejamos a Jay o melhor e estamos muito animados com o que o futuro reserva", diz a nota.

Weinberg, de 33 anos, gravou os álbuns ".5 The Gray Chapter" (2014), "We Are Not Your Kind" (2019) e "The End, So Far" (2022). Ele é filho de Max Weinberg, famoso por tocar bateria para Bruce Springsteen.

O baterista original do Slipknot, Joey Jordison, foi um dos fundadores da banda e se tornou um dos integrantes mais queridos dos fãs. Em 2013, ele foi demitido, surpreendendo quem acompanhava o grupo.

Continua após a publicidade

Ao longo dos anos, foram citados problemas com drogas e de saúde para seu desligamento. Em 2021, ele foi encontrado morto. Joey lidava com uma mielite transversa, rara inflamação de partes da medula espinhal.

O baterista Joey Jordison, ex-Slipknot
O baterista Joey Jordison, ex-Slipknot Imagem: Reprodução

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes