PUBLICIDADE
Topo

Chico Barney

Mesmo com dificuldade para se expressar no 'BBB', Thaís vira apresentadora

Thaís Braz apresenta o programa Na Despensa - Reprodução/Instagram
Thaís Braz apresenta o programa Na Despensa Imagem: Reprodução/Instagram
Chico Barney

Entusiasta e divulgador da cultura muito popular. Escreve sobre os intrigantes fenômenos da TV e da internet desde 2002

Colunista do UOL

28/07/2021 22h49

É raro se surpreender no Brasil de 2021, mas devo confessar que estou absolutamente fascinado com Thaís Braz em sua estreia como apresentadora. Para quem não está ligando o nome à pessoa, é a participante que vivia repetindo "tipo assim" no BBB 21.

Durante o confinamento, a cirurgiã-dentista não deixou espaço para dúvidas de que realmente possui uma certa dificuldade para se expressar. Muito insegura com toda a situação do monitoramento contínuo, criou poucas oportunidades para brilhar, mas conseguiu sair ilesa dos cancelamentos em massa da temporada.

Ainda assim, conseguiu protagonizar divertidos memes por ocasião do romance desajeitado com Fiuk e deu um verniz mais humano à trajetória de Viih Tube, tão criticada pelos internautas ressentidos que não sabem apreciar um bom entretenimento.

A inadequação de Thaís no programa fez com que certos setores da sociedade, incluindo o próprio Boninho, questionassem sua escalação. Ao ser eliminada, ficou mais leve e conseguiu demonstrar de maneira quase eloquente o que os produtores tinham visto de potencial —cheguei a escrever sobre o assunto na época.

A ex-BBB resolveu exorcizar os traumas da experiência por intermédio de um talk show no Instagram. No primeiro episódio de "Na Depensa", título que faz referência ao seu local favorito na mansão em Curicica, ela explica os objetivos do projeto: "Eu tô aqui enfrentando a minha maior dificuldade. Eu tô aqui dando a minha cara a tapa. E é só assim que a gente cresce."

É bem verdade que abri o vídeo com um sorrisinho no canto da boca, preparado para me divertir com alguma situação embaraçosa. Mas que nada: sem negar as próprias limitações, Thaís faz um bom trabalho e consegue colocar o carisma a serviço da comunicação verbal —durante a estadia no BBB, sua equipe de redes sociais defendeu a participante de críticas afirmando que o forte dela era a comunicação visual.

Desenvolta por comparação, parece disposta a continuar aprendendo sob o escrutínio do público. Costuma ser um caminho árduo, mas também é um sinal dos tempos. O feedback instantâneo assusta, ao mesmo tempo em que funciona como motivação.

Sempre acreditei que as melhores inspirações vêm justamente de quem consegue enfrentar as dificuldades mais íntimas. Thaís manda uma boa mensagem para os fãs ao encarar seus monstros com determinação e continuar em busca do que acredita. Isso é sucesso, e o resto será consequência.

Voltamos a qualquer momento com novas informações.