Conteúdo publicado há 1 mês
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Globo faz filtro estratégico de talentos e entrega ex-BBBs ao esquecimento

Os participantes do BBB 24 (Globo) entraram no reality show com contrato que os torna exclusivos da emissora até julho. Com isso, todas as negociações publicitárias devem ser aprovadas pela emissora.

No Central Splash de hoje (29), Lucas Pasin apontou que o novo contrato está causando problemas. "Pelo que conversei com algumas pessoas dos bastidores, isso não está funcionando. As marcas e os ex-BBBs estão reclamando. Parece que eles não conseguem fechar nada."

Chico Barney opinou que a Globo pode estar agindo de uma maneira que prejudica os ex-participantes. "A gente sabe que nem todo mundo tem oportunidades iguais quando sai. Seja pela história que contaram dentro do BBB, seja pelo número de seguidores, tamanho de engajamento... São muitas particularidades que definem quem vai fazer sucesso pós-BBB. Mas eu estou com a impressão de que isso vai além de quem tem mais potencial".

"Acho que, para a Globo, isso é ruim", continuou Chico. "Porque seria muito bom para a marca BBB que tivesse o máximo de pessoas fazendo a economia girar. Mas eu não sei se isso também é um filtro estratégico da própria Globo de selecionar o momento e quem vai em cada momento. A gente teve o primeiro 'boost' com a Beatriz e a Fernanda fazendo um jabá na final".

Ele analisou o que pode estar movendo a emissora, e como isso afeta a carreira dos ex-BBBs. "A minha suposição é que a Globo está preferindo fazer coisas um pouco maiores, de mais impacto, que garantam quem eles têm interesse de ficarem em um holofote mais forte. Acho que, quando todo mundo tem uma expectativa de fazer um monte de 'coisinhas', a Globo está segurando para fazer coisas maiores. E isso é um pensamento que tem mais a ver com uma empresa do tamanho da Globo, cheia de braços, que pensa no todo. Mas que não necessariamente é o melhor para o Maycon, por exemplo, que ficou dois dias no programa. Se ele não aproveitar para fazer uma grana agora, passa o tempo".

"Este é o momento de holofote não só para aproveitarem para tirar uma grana, mas também para aproveitarem e construírem uma base de seguidores que vai permitir que eles não sejam esquecidos em julho. Então é importante que eles tenham uma visão estratégica, e seria legal a Globo ou algum tipo de assessoria ajudá-los nisso para que eles saibam desenvolver um conteúdo que permitam que eles tenham algum tipo de influência. A Globo está pensando como Globo, não como assessoria de influenciadores. No final das contas é isso", concluiu Chico.

  • Assista à íntegra do Central Splash:
Siga o Splash no

Chico Barney, Kerline, Leão Lobo e mais colunistas estão na cobertura especial de famosos e realities no YouTube e nas redes sociais. De segunda a sexta, são três programas ao vivo no YouTube, além de muito conteúdo no Instagram e Tik Tok.

Continua após a publicidade

Confira os horários:
10h - Central Splash com Chico Barney, Bárbara Saryne e Lucas Pasin
13h - Splash Show com Yas Fiorelo e Leão Lobo
18h - Central Splash com Dieguinho Schueng e Kerline Cardoso

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes