PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Juca Kfouri: Vaquinha do Corinthians é iniciativa fadada a não acontecer

Do UOL, em São Paulo

05/04/2021 17h34

A revelação de uma dívida que se aproxima de R$ 1 bilhão no balanço financeiro apresentado pelo Corinthians, causou preocupação na torcida do clube e integrantes da Gaviões da Fiel se reuniram com a diretoria na última quinta-feira (1) para entender a situação e apresentar a ideia de uma vaquinha para que os torcedores possam contribuir financeiramente, ideia que foi levada adiante, com José Colagrossi, responsável pelo marketing e comunicação do Alvinegro, admitindo receber os representantes da organizada.

No podcast Posse de Bola #114, Juca Kfouri comenta a situação e afirma que há outras prioridades no país com a necessidade de ajuda financeira em meio à pandemia e questiona sobre as condições do ex-presidente Andrés Sanchez e do atual mandatário Duilio Monteiro Alves, que em sua análise levaram o Corinthians ao endividamento.

"Eu sou um cara que estaria disposto mesmo nessa situação terrível da pandemia em ajudar o clube do meu coração, embora eu tenha certeza absoluta que há prioridades nesse momento no Brasil, então, se eu tiver dinheiro sobrando, eu vou botar na campanha do Dá de Comer, que está felizmente se alastrando pelo país mas que é absolutamente necessário já que o governo não abre os seus cofres para o auxílio emergencial de que o povo precisa. Quem pode colaborar com a campanha do Dá de Comer, deve colaborar muito antes de pensar em ajudar clube de futebol", diz Juca.

"Eu gostaria de saber, por exemplo, qual é a situação financeira de que desfruta o ex-presidente do Corinthians Andrés Sanchez? Estará ele também endividado ou ele está nadando de braçada? Se ele estiver nadando de braçada, é fruto de onde essa renda? Eu gostaria muito de saber depois de anos de dedicação exclusiva ao Sport Clube Corinthians Paulista. Terá ele sido de alguma maneira remunerado pelo clube? Eu gostaria de saber. E o atual presidente, que segundo consta, só de dívidas trabalhistas tem milhões e milhões de reais, fruto de um bingo que fechou ali na avenida 23 de Maio? Eu gostaria de saber", completa.

O jornalista afirma que há muitas dúvidas sem resposta para que seja viável doar dinheiro ao clube e não acredita que a vaquinha em prol do Corinthians possa realmente acontecer, além de não achar confiável a doação a não ser que a administração do dinheiro não seja direta pelos dirigentes que hoje comandam o clube.

"Eu vou dar dinheiro com essas perguntas? Com essas interrogações? Eu vou pagar dívida de cartola ou vou pagar dívida de clube? Então eu te diria que a menos que haja uma enorme surpresa, essa é uma iniciativa fadada a não acontecer. E caso venha a acontecer, eu espero que aqueles que doem tenham absoluta certeza de que estão doando para o clube, que seja uma conta vinculada e que possa ser administrada por quem doar e não por quem receber, porque não é confiável", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol