PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Sonnen revela que nunca assistiu 1ª derrota para Anderson Silva: "Machuca"

Anderson Silva acerta joelhada em Chael Sonnen - Donald Miralle/Zuffa LLC via Getty Images
Anderson Silva acerta joelhada em Chael Sonnen Imagem: Donald Miralle/Zuffa LLC via Getty Images

Ag. Fight

Ag. Fight

31/10/2020 11h53

Considerado por muitos como um dos melhores lutadores de todos os tempos, Anderson Silva dominou a categoria peso-médio (84 kg) do UFC entre 2006 e 2013, quando defendeu o cinturão por dez vezes seguidas, recorde na divisão.

Apesar de normalmente demonstrar superioridade em quase todas as suas apresentações, o brasileiro chegou perto de perder o título no dia 7 de agosto de 2010, quando enfrentou Chael Sonnen, em duelo no qual o próprio 'Spider' aponta como a maior surra de sua vida. No entanto, ao que tudo indica, o norte-americano não consegue ver a sua performance com a mesma impressão de seu adversário.

Em entrevista ao site da ESPN Brasil, Chael Sonnen comentou sobre aquela noite e revelou que não se lembra de quase nada. Ao receber o cheque de luta da noite e ver o duelo ser nominado no "World MMA Awards", o atleta pensou que estavam fazendo isso por pena de seu desempenho. Entretanto, o fato de não lembrar dos detalhes de uma das noites mais frustrantes de sua carreira não parece o suficiente para fazê-lo ter vontade de reviver aquele momento.

"Eu nunca assisti novamente e nunca vou assistir. E não apenas aquela. Eu não assisto lutas outra vez, fico nervoso. Mas aquela luta, em particular, machuca. Eu também era um ser humano que sacrificou coisas, que deu duro por um objetivo que era conseguir aquela oportunidade. Eu estava perto, mas não consegui. Fiquei meio em choque, aquilo doeu muito. Eu não lembro muito da luta, lembro que pouco aconteceu, que foi uma luta lenta. Fui para o vestiário pedindo desculpas, achei que nada tinha acontecido. No vestiário, o Dana (White) e o Lorenzo (Fertitta) me deram um cheque de luta da noite. Pensei que estavam me dando porque estavam com dó de mim porque não tinha sido uma boa luta", revelou.

Na ocasião, Sonnen esteve muito perto de realizar o que muitos imaginavam ser impossível à época: vencer Anderson Silva no UFC. Porém, após dominar o brasileiro durante quatro rounds, o norte-americano viu sua chance de conquistar o cinturão ir embora quando 'Spider' conseguiu aplicar um triângulo, em conjunto com uma chave de braço, que lhe garantiu a vitória restando pouco menos de dois minutos para o fim do quinto e último round.

Dois anos depois, os lutadores voltaram a se encarar no octógono mais famoso do mundo. Diferentemente do primeiro confronto, Sonnen não teve a esperança alimentada até o final, pois o brasileiro conseguiu um nocaute ainda no segundo round. Apesar de ter saído com a derrota nas duas situações, o norte-americano parece disposto a deixar toda a rivalidade para trás e ressaltou sua admiração por Anderson.

"Não se passa um dia em que eu não deseje ter vencido as duas lutas. Mas nunca houve um dia onde eu tive algo que não fosse admiração pelo Anderson por me dar a oportunidade. Eu não tenho o celular dele. Mas se ele estivesse aqui agora, eu lhe daria um abraço e diria 'obrigado'", destacou.

Pelo main event do UFC Las Vegas 12, que será realizado neste sábado, Anderson Silva encara Uriah Hall, em disputa que tem sido promovida pela organização como a última da carreira do brasileiro. Apesar de admitir essa possibilidade, o ex-campeão ainda não cravou sua aposentadoria após o compromisso e deixou em aberto a chance de continuar na ativa, seja no Ultimate, ou em outra entidade.

MMA