PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Por receio do coronavírus, Khabib vai fazer camp longe dos Estados Unidos

Khabib Nurmagomedov em evento do UFC - Stephen McCarthy/Sportsfile via Getty Images
Khabib Nurmagomedov em evento do UFC Imagem: Stephen McCarthy/Sportsfile via Getty Images

Ag. Fight

07/08/2020 11h08

Pela primeira vez desde 2012, Khabib Nurmagomedov não viajará para a Califórnia (EUA), onde normalmente realiza parte de seu camp de preparação na American Kickboxing Academy, antes de uma luta. Preocupado com as dificuldades apresentadas pelo estado norte-americano diante da pandemia do novo coronavírus, o russo - que coloca o cinturão linear peso-leve (70 kg) em jogo contra Justin Gaethje no próximo dia 24 de outubro, no UFC 254, ainda sem sede definida - deve manter seus treinamentos em seu país natal e contar com o apoio de Javier Mendez, treinador principal da "AKA".

Em entrevista ao site da ESPN norte-americana, o treinador revelou o incômodo de Khabib com os altos números de infectados por covid-19 na Califórnia, especialmente após ver seu pai, Abdulmanap Nurmagomedov, falecer recentemente em decorrência de complicações da doença. Por isso, Mendez confirmou também que deve ir ao encontro do pupilo para ajudá-lo nos treinos na Rússia.

"Nós temos duas opções (para a luta), certo? Las Vegas ou Ilha da Luta (Abu Dhabi). Eu estou pensando na Ilha da Luta, mas eles ainda não disseram nada. O que eu sei é que o covid-19 está muito alto na Califórnia, e Khabib não está confortável em vir para cá treinar. Então, eu vou para o Daguestão para treiná-lo e nós vamos partir de lá. Onde a luta vai ser, 100 por cento, eu não sei, mas eu sei disso, eu vou até ele. Isso eu sei. Eu vou treiná-lo no Daguestão ou onde ele decidir ir, mas nós não vamos treinar em San Jose (na Califórnia)", revelou Javier Mendez.

O detentor do título linear da divisão, Khabib Nurmagomedov não atua desde setembro de 2019, quando finalizou Dustin Poirier. O retorno do russo estava marcado para abril deste ano, em duelo contra Tony Ferguson, mas em decorrência da pandemia de coronavírus, o atleta ficou preso no seu país natal e foi substituído por Gaethje. O atleta da 'AKA' ainda esta invicto na carreira após 28 compromissos.

Justin Gaethje vive seu melhor momento dentro da organização, com quatro vitórias seguidas. Com 22 triunfos e duas derrotas na carreira, o americano aproveitou a oportunidade de assumir a vaga do seu próximo rival e, em sua última apresentação, nocauteou Tony Ferguson, para faturar o cinturão interino da liga.

MMA