PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Dana White diz que UFC deve voltar para 'Ilha da Luta' ainda neste ano

Imagem da Ilha da Luta, do UFC - Divulgação/UFC
Imagem da Ilha da Luta, do UFC Imagem: Divulgação/UFC

Ag. Fight

06/08/2020 11h47

Em julho desse ano, o UFC inaugurou a "Ilha da Luta". A organização levou toda sua infraestrutura para Abu Dhabi (EAU) para realizar eventos com lutadores que estavam impossibilitados de entrar nos Estados Unidos e foi um sucesso. Ciente desse retorno e apelo midiático que a franquia recebeu entorno dos quatro eventos que foram realizados no local, o presidente da liga, Dana White, já adiantou a volta para o país.

Em entrevista ao site TMZ, o mandatário da organização revelou seus planos de retornar para Abu Dhabi em setembro ou outubro para a ficar cerca de um mês no local. Apesar de ter essa ideia em mente, o cartola não adiantou quantos eventos serão feitos, mas destacou o desejo de todos em poder participar dos shows.

"Em setembro ou outubro (previsão de retorno para a 'Ilha da Luta'). Todo mundo quer ir para lá agora. Todas as ring girls querem ir para lá, todo mundo quer ir! Estamos trabalhando em lutas agora para a próxima ida. Obviamente, muitas das grandes estrelas internacionais lutarão por lá nesta próxima viagem que faremos para lá. Provavelmente ficaremos cinco semanas por lá", afirmou, emendando seu raciocínio.

"Abu Dhabi vai se tornar a capital mundial da luta! O que estamos fazendo por lá, a infraestrutura que já foi construída, o que estamos falando em fazer, este lugar vai ser um destino. Se você é um fã de luta, todo mundo quer vir para a Ilha da Luta. Sabe por que? Porque é demais! É divertido e é uma experiência única agora com toda essa coisa estranha que está acontecendo no mundo", completou.

O UFC desembarcou em Abu Dhabi no dia 11 de julho, quando realizou a edição número 251, com três disputas de cinturão, no peso-meio-médio (77 kg), peso-pena (66 kg) e peso-galo (61 kg). Além desse show, mais três edições foram feitas, uma inclusive que marcou a conquista de Deiveson Figueiredo, no peso-mosca (57 kg).

MMA