PUBLICIDADE
Topo

MMA


Adesanya diz que Borrachinha 'amarelou' para Ngannou nos bastidores do UFC

Israel Adesanya estava sendo xingado por Borrachinha durante a luta - Logan Riely/Getty Images/AFP
Israel Adesanya estava sendo xingado por Borrachinha durante a luta Imagem: Logan Riely/Getty Images/AFP

Ag. Fight

27/05/2020 13h30

Membro do grupo de lutadores que tem colocado a África no topo do esporte, Israel Adesanya contou com a ajuda de outro atleta africano para 'conter o ímpeto' de seu principal rival. Em entrevista ao 'Submission Radio', o nigeriano - campeão peso-médio (84 kg) do UFC - contou que o peso-pesado camaronês Francis Ngannou foi o responsável por 'calar' Paulo 'Borrachinha' na plateia da edição 248 do Ultimate, realizada em março deste ano.

No evento, Adesanya manteve seu cinturão ao superar Yoel Romero por pontos, em uma apresentação muito abaixo da expectativa. Da primeira fila, onde acompanhava in loco a disputa, um exaltado 'Borrachinha' - que deve ser o próximo desafiante ao título dos médios - gritava e criticava a atuação do campeão. Até que, segundo o nigeriano, o peso-pesado Francis Ngannou confrontou o brasileiro e ele 'se acalmou'.

"Na minha última luta - ninguém quer confusão com Francis - Paulo estava se comportando mal. Você sabe como ele foi expulso? Ele estava aprontando, se comportando mal, agindo como um tolo. E em um certo momento - Dan Hooker me contou isso - Paulo amarelou para Francis. Porque Francis o mandou calar a boca, que a última luta dele também não foi grande coisa, e ele apenas calou a boca e nem fez contato visual", contou Adesanya, antes de continuar.

"Ele (Ngannou) ficou tipo: 'Paulo, cale a boca. Sua última luta não foi tão boa'. E ele (Borrachinha) o ignorou, como se não estivesse ouvindo. Todo mundo na primeira fila ouviu e todo mundo viu ele se cagar nas calças. Ninguém quer confusão com Francis", concluiu.

Ainda que não tenha sido oficializado pelo Ultimate, o duelo entre Israel Adesanya e Paulo 'Borrachinha', válido pelo cinturão peso-médio do UFC, deve acontecer nos próximos meses. Além do título, a invencibilidade de ambos em suas respectivas carreiras no MMA profissional também estará em jogo.

MMA