PUBLICIDADE
Topo

MMA


Jones diz que aprendeu com erros e destaca empolgação para UFC 247

Jon Jones concede entrevista - Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images
Jon Jones concede entrevista Imagem: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Getty Images

Ag. Fight

03/02/2020 15h30

Além de um talento fenomenal dentro do octógono, Jon Jones também ficou conhecido por polêmicas fora da área de luta. Porém, nos últimos dois anos, as manchetes envolvendo o nome do americano têm focado somente em suas apresentações no Ultimate. Desta forma, o campeão dos meio-pesados (93 kg) destacou que esse período de turbulência na sua vida ficou para trás e revelou ter aprendido demais com os erros do passado.

Em entrevista a ESPN americana, o atleta, que neste sábado (8) defende o cinturão da categoria diante de Dominick Reyes, no UFC 247, revelou estar aliviado por atravessar um bom momento tanto dentro quanto fora do octógono. Com sua vida estável, 'Bones' afirmou que está empolgado para continuar seu legado e prometeu mais feitos históricos.

"Sinto que uma tempestade estava atrás de mim. Foi uma jornada interessante e eu aprendi muito. Sou apenas grato. Sou grato por ter tido todas as lições que pude aprender. A sensação era que estava jogando tudo de bom fora. Acredito que quando você possui um talento e tem a chance de mostrar isso, é horrível jogar fora. Então, hoje sinto que sou mais responsável pelas minhas atitudes. Isso tem feito a diferença", disse, emendando.

"Nunca dá para saber as reviravoltas que a vida pode dar, mas sinto que estou no caminho correto e animado para continuar evoluindo. Quero ser uma melhor pessoa e ajudar muita gente. Nunca fiquei tão empolgado e vejo somente grandes coisas chegando no meu futuro. Não vejo nada além disso", completou o lutador de 32 anos.

Após recuperar o cinturão dos meio-pesados, em dezembro de 2018, quando derrotou Alexander Gustafsson, Jon Jones já engatou mais duas vitórias em sequência. A primeira do americano foi sobre Anthony Smith e a segunda, e sua última atuação, aconteceu em julho de 2019, quando superou o brasileiro Thiago 'Marreta', por decisão dividida dos jurados.

MMA