PUBLICIDADE
Topo

MMA


Agente revela proposta de mais de R$ 400 milhões para Khabib pegar Floyd

Khabib Nurmagomedov manteve o cinturão ao finalizar Dustin Poirier - Stringer/Anadolu Agency via Getty Images
Khabib Nurmagomedov manteve o cinturão ao finalizar Dustin Poirier Imagem: Stringer/Anadolu Agency via Getty Images

Ag. Fight

03/02/2020 10h53

Apesar de ter um compromisso marcado para o dia 18 de abril, quando defende o cinturão peso-leve (70 kg) diante de Tony Ferguson, no UFC 249, Khabib Nurmagomedov nunca escondeu que mira uma superluta contra Floyd Mayweather. E, de acordo com seu empresário, Ali Abdelaziz esse negócio pode sair do papel por cifras milionárias.

Em entrevista ao site 'TMZ', Ali afirmou que tem em mãos propostas para o russo lutar na Arábia Saudita. Seriam US$ 100 milhões (cerca de R$ 426 milhões) para que o campeão dos leves do Ultimate encare Floyd Mayweather ou Conor McGregor no país asiático.

"Conheço algumas pessoas na Arábia Saudita agora. Elas se encontraram comigo e planejam pagar US$ 100 milhões para Khabib lutar com Conor e também querem pagar US$ 100 milhões para Khabib lutar com Floyd na Arábia Saudita", afirmou o manager do russo.

Assim que derrotou Donald Cerrone, em janeiro deste ano, McGregor já escutou de Dana White que ele é o favorito para enfrentar o vencedor da luta entre Khabib e Tony Ferguson. Porém, mesmo com esse desejo do presidente do UFC, Ali não considera o irlandês o favorito para enfrentar o russo e, por isso, o pugilista está em vantagem

"Conor terá que começar a bater alguns caras que são importantes se quiser ser apontado para uma revanche. Lute com Justin Gaethje, vença e depois disso volte para disputar o título. Mas primeiro nós temos que lidar com o psicopata do Tony Ferguson, então nenhuma dessas conversas faz sentido agora", completou.

Khabib Nurmagomedov ainda está invicto na carreira após 28 lutas na carreira. O russo é apontado como uma das grandes estrelas do Ultimate e, por isso, sempre tem seu nome envolvido em grandes combates. Em seu último compromisso, ele derrotou Dustin Poirier, em setembro de 2019, mantendo o cinturão dos leves do UFC.

MMA