PUBLICIDADE
Topo

MMA


Rede social de Usman foi hackeada e McGregor aponta possível 'culpado'

Presidente do UFC, Dana White em coletiva de imprensa - Chris Unger/Zuffa LLC via Getty Images
Presidente do UFC, Dana White em coletiva de imprensa Imagem: Chris Unger/Zuffa LLC via Getty Images

20/01/2020 10h43

No último sábado, Conor McGregor retornou ao Ultimate em grande estilo ao nocautear Donald Cerrone aos 40 segundos do primeiro round da luta principal do UFC 246. Porém, antes mesmo do irlandês subir ao octógono, as redes sociais de Kamaru Usman direcionaram provocações pesadas ao desafeto. Logo após o evento, o presidente da organização, Dana White, veio a público para dizer que a conta do campeão dos meio-médios (77 kg) havia sido hackeada.

Em conversa com os jornalistas após o show, o cartola afirmou que sua primeira preocupação quando viu esses tuítes foi com a reação de McGregor e o que ele poderia responder. Por isso, logo o avisou deste caso.

"Liguei para Conor e disse: 'Ele (Usman) foi hackeado. Então não diga nada, não faça nada. Usman e Ali (Abdelaziz) estão sentados bem na frente de onde Conor sai do octógono. Então a primeira coisa que fiz foi dizer a Conor, e ele não acreditou. Ele não acredita que foi hackeado", disse o dirigente, em trecho transcrito pelo site 'MMA Junkie'.

Questionado sobre esse possível caso de um hacker, Conor McGregor deu sua justificativa para não acreditar nessa versão da história. Segundo o ex-campeão dos penas (66 kg) e leves (70 kg) do Ultimate, Ali Abdelaziz, empresário de Usman, poderia ter sido o responsável pelas provocações a sua pessoa.

"Sou bastante cético quanto a isso, porque alguém chegou cedo e tinha todas as características de ser o Ali. Eles dão a ele o controle das contas. Ele tinha a conta de Frankie (Edgar), ele tinha a conta de Henry (Cejudo). Isso já dura um tempo. Ele pega e escreve algo através deles. Também estive em discussões com alguns desses atletas para tentar embarcar e ajudá-los com isso. Então, do jeito que foi escrito, eu sabia exatamente de onde vinha, e agora, de repente, um pouco mais pesado, tornou-se um trabalho de hacker. Tanto faz. Eu não sei o que o está acontecendo hoje à noite. Tem sido uma noite estranha. Os dois caras fazendo as coisas loucas. Eu não sei", afirmou.

Com o triunfo sobre Donald Cerrone, Conor McGregor deve receber uma oportunidade novamente de tentar recuperar o título dos leves, que atualmente está com Khabib Nurmagomedov. O irlandês, na carreira, agora possui 22 vitórias e apenas quatro derrotas.

MMA