PUBLICIDADE
Topo

Popó se emociona com história de 1º mundial: 'Tinha comprado casa fiado'

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 20h46

O ex-pugilista Popó se emocionou ao relembrar a luta que lhe rendeu o Mundial de boxe em 1999, contra Anatoly Alexandrov. Ao comentar as dificuldades que os lutadores enfrentam para bater o peso antes das lutas nas Olimpíadas, ele falou sobre a vida difícil que levava antes do título, e ficou com a voz embargada.

"O desespero é muito grande, é uma luta, psicológico [para chegar no peso]. Você está desidratado, o cérebro não está com tanta água, ainda vai tomar porrada! Naquele momento foi de emoção, a gente perde muito peso, a dificuldade. Eu tinha comprado uma casa fiado! Naquela luta... A dor era muito grande. A gente dormia em uma casa de 10m² em cinco pessoas, e através daquela luta, mudaria tudo. A emoção de ter conseguido, de ter saído de onde eu saí e estar naquele local, naquele momento em que todos os lutadores queriam estar, todo mundo queria uma oportunidade daquelas É a mudança de vida", disse, no Ohayo, do SporTV.

Invicto por 20 nocautes, Popó chegou com boas credenciais: um card de 21 nocautes contra um grande adversário Anatoly Alexandrov. O cazaque, no entanto, não durou muito. Ainda no primeiro assalto, Popó deixou o adversário desnorteado.

Apoiado nas cordas, o então campeão tentava voltar para a luta, e até conseguiu, mas foi acertado novamente. Alexandrov e o árbitro deu a luta por encerrada. Ele precisou receber oxigênio, e foi encaminhado para um hospital.

"Naquele dia que eu estava lutando, eu estava colocando um sonho no país. Há 25 anos não tinha um título mundial, desde Eder Jofre, e quebrar um tabu do nosso maior de todos, noso galo de ouro, era outra responsabilidade. A responsabilidade de pagar a casa fiado, de estar em cima do ringue sabendo que o cara quer arrancar a minha cabeça e eu tenho que ser muito mais forte que ele, e graças a Deus eu deixei ele desacordado uns 20 minutos."