Topo

MMA


Polícia dos EUA prende aluno de Ralph Gracie acusado de agressão

Do UOL, em São Paulo

24/06/2019 16h53

A polícia norte-americana prendeu hoje (24) o lutador de jiu-jitsu Lincoln Jeferson Pereira, aluno de Ralph Gracie, após ele ser acusado de agredir o lutador Flavio Almeida durante um torneio da modalidade realizado na California, em dezembro de 2018. A informação foi divulgada inicialmente pelo jornal "O Globo".

Segundo o site norte-americano "MMA Fighting", as autoridades do país haviam emitido mandatos de prisão para o lutador e seu técnico por agressão criminosa com intenção de causar grande lesão corporal, estabelecendo fiança de US$ 50 mil para cada um. De acordo a polícia local, Lincoln se entregou e aguarda em custódia audiência que será realizada em 28 de junho.

Ralph Gracie é acusado de agressão por lutador  - Reprodução Instagram
Ralph Gracie é acusado de agressão por lutador
Imagem: Reprodução Instagram

O caso aconteceu durante o torneio mundial de jiu-jitsu sem quimono realizado pela Federação Internacional Brasileira de Jiu-Jitsu (IBJJF, na sigla). Câmeras flagraram o momento em que Ralph Gracie aplicou uma cotovelada no rosto de Flávio Almeida próximo aos tatames.

Após o incidente, a equipe de Almeida, a Gracie Barra, publicou um comunicado alegando que Ralph Gracie "quis machucar o Flavio e intimidar a Gracie Barra". Dias após o ocorrido, o atleta postou uma foto em sua rede social e ganhou apoio de vários internautas que repudiaram a agressão.

A Federação Internacional Brasileira de Jiu-Jitsu anunciou pouco tempo após o caso que os "envolvidos foram suspensos imediatamente e por tempo indeterminado de todos os eventos sancionados pela entidade" e os proibiu de "atender, competir, ser técnico ou qualquer outro tipo de participação em eventos da entidade".

Mais MMA