PUBLICIDADE
Topo

CBF lança cartilha com etapas para o retorno do futebol brasileiro

Futebol covid-19 coronavírus pandemia bola máscara - Fernando Moreno/AGIF
Futebol covid-19 coronavírus pandemia bola máscara Imagem: Fernando Moreno/AGIF

07/06/2020 09h22

Classificação e Jogos

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) divulgou um plano com diretrizes a serem seguidas pelos clubes para retomarem as atividades esportivas com segurança.

O documento foi elaborado pela Comissão Médica Especial da entidade e segue as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS), do Ministério da Saúde, do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Médica Brasileira (AMB).

O plano será composto por cinco etapas para que os trabalhos voltem de maneira gradual: preliminar, treinamentos individuais ou em pequenos grupos, treinamentos coletivos, competições e acompanhamento.

A cartilha também diz que os clubes devem ser responsáveis por medidas internas de segurança sanitária

A primeira fase será o momento em que os clubes devem buscar fazer uma testagem em massas nos seus funcionários e de forma constante para garantir que ninguém esteja contaminado pelo coronavírus. Caso um atleta, por exemplo, teste positivo, ele deve passar por um período de isolamento social.

A segunda etapa será semelhante ao que foi visto no futebol europeu. Os treinos serão, em um primeiro momento, de forma individual e depois em pequenos grupos.

Os profissionais devem chegar uniformizados em seus transportes particulares, não irão dividir vestiários e devem sair do trabalho diretamente para suas casas. Ao chegarem nos Centros de Treinamentos, todos passarão por teste de temperatura.

O terceiro momento, de treinos coletivos, deverão ser precedidos por um treinamento físico por não haver previsão para o retorno das atividades profissionais. Nesta fase, algumas medidas das etapas anteriores, como os testes e medidas de segurança sanitária, devem continuar sendo realizadas.

A quarta fase não prevê datas para o retorno das competições organizadas pela CBF. No entanto, a cartilha diz que o calendário pode passar por ajustes por conta da pandemia do coronavírus. Apesar das competições nacionais não terem retorno confirmado, as federações estaduais estão planejando para que seus torneios voltem.

A última etapa diz que o ajuste das partidas em novas datas tenha que ser flexível, pois a tabela de jogos pode sofrer com remarcações e alterações em seu cronograma. Os clubes também devem avisar caso haja casos positivos para covid-19 em seu elenco.

O consenso no guia médico é de que todas as partidas serão realizadas sem público e com acesso restrito aos estádios, como é observado na Europa. A imprensa também terá um trabalho limitado e as entrevistas coletivas devem ser realizadas por videoconferência.

Futebol