Topo

Daniel Alves, Antony e Vitor Bueno são os mais 'decisivos' da era Diniz

Daniel Alves, autor do gol de empate do São Paulo contra o Santos na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro - Bruno Ulivieri/AGIF
Daniel Alves, autor do gol de empate do São Paulo contra o Santos na Vila Belmiro, pelo Campeonato Brasileiro Imagem: Bruno Ulivieri/AGIF

19/11/2019 07h15

O gol do São Paulo no empate por 1 a 1 com o Santos, no último sábado, fez com que Vitor Bueno (autor da assistência) e Daniel Alves (que empurrou a bola para a rede) se juntassem a Antony como os atletas mais decisivos do time na era Fernando Diniz, que já tem 12 partidas.

Cada um tem quatro participações diretas em gol. Vitor Bueno marcou dois (contra Atlético-MG e Chapecoense), deu uma assistência (esta diante do Santos) e sofreu um pênalti (contra o Corinthians). Antony tem um gol (contra a Chape) e três assistências (duas para Igor Gomes, contra Fortaleza e Atlético-MG, e uma para Vitor Bueno diante da Chape). Daniel também acumula um gol (contra o Santos) e três assistências (para Pablo contra o Fortaleza, para Arboleda contra o Avaí e para Bruno Alves contra a Chape).

Antony e Vitor Bueno eram reservas quando Cuca pediu para sair. Com Diniz, viraram titulares absolutos e recebem elogios - Daniel Alves, especificamente, foi bastante exaltado após o jogo do fim de semana.

"O Vitor Bueno fez uma partida muito boa contra o Santos. Desde a minha chegada tem sido um dos jogadores com maior capacidade de decisão do time. Taticamente também foi muito bem, soube fazer os retornos quase o tempo todo com exatidão. Fez ótimo jogo", disse o comandante após o jogo na Vila.

"O Antony, desde a minha chegada, é um dos principais jogadores do time. Ele decidiu jogos com jogadas individuais. É um garoto que tende muito a crescer. O que eu posso dizer é que ele tem um futuro brilhante pela frente" disse, após a recente vitória sobre a Chape.

Os três podem jogar juntos no domingo, às 19h, contra o Ceará, no Castelão. Isso vai depender da condição física de Antony, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda e não enfrentou o Santos - também estava suspenso. Diniz acredita que poderá contar com o garoto de 19 anos.

O técnico terá a última semana livre da temporada para definir como escalar a equipe. Como não tinha Antony diante do Santos, ele escalou Juanfran na lateral direita e adiantou Daniel Alves para a ponta direita, mas com liberdade para se movimentar por todo o campo. Foi a melhor atuação dele desde que chegou ao clube, o que pode fazer o treinador decidir mantê-lo no meio de campo e não devolvê-lo à lateral. Pode ser no lugar de Igor Gomes ou até do próprio Antony. Também será preciso mexer no ataque, já que Pablo cumprirá suspensão - Raniel é favorito a começar jogando.

As participações em gol com Fernando Diniz:

Vitor Bueno

2 gols

1 assistência

1 pênalti sofrido

Antony

1 gol

3 assistências

Daniel Alves

1 gol

3 assistências

Igor Gomes

2 gols

1 assistência

Pablo

1 gol

Reinaldo

1 gol

Arboleda

1 gol

Bruno Alves

1 gol

Juanfran

1 assistência

Ouça o podcast Posse de Bola, a mesa redonda do UOL sobre futebol, com Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira.

Mais podcasts do UOL no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e outras plataformas

São Paulo