PUBLICIDADE
Topo

Vasco

Torcida do Vasco se manifesta contra a homofobia em São Januário; veja

Torcida do Vasco se manifesta contra a homofobia antes de jogo contra o Operário - Thiago Ribeiro/AGIF
Torcida do Vasco se manifesta contra a homofobia antes de jogo contra o Operário Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Do UOL, em São Paulo

24/06/2022 19h51Atualizada em 25/06/2022 00h31

Classificação e Jogos

O Vasco tem por histórico ser pioneiro em lutas contra preconceitos ao longo de sua história. Foi assim com o racismo e, agora no mês do orgulho LGBTQIAP+, o clube se uniu à causa, assim como já havia feito ano passado.

As organizadas do clube assinaram um Código de Conduta Ética, elaborado pelos departamentos de Integridade e Jurídico, e se comprometem a adotar práticas de transparência e de combate à violência, assédio e discriminação nos estádios.

A primeira ação neste sentido aconteceu hoje, em São Januário, em um bonito capítulo da luta contra a homofobia no futebol. Antes do confronto diante do Operário, pela Série B do Brasileirão, que teve vitória carica por 3 a 0, a torcida coloriu as arquibancadas (veja abaixo) e demonstrou apoio à causa.

"Acho importante [essas ações do Vasco], todos deveriam combater o preconceito, o Vasco sempre lutou contra o preconceito", afirmou o volante Yuri Lara, no intervalo da partida, ao Premiere.

A festa já estava prevista. Como forma de simbolizar suporte ao movimento, a torcida estendeu seis bandeiras com o arco-íris nas arquibancadas de São Januário, assim como uma faixa com a frase 'Respeito, Igualdade e Diversidade', colocada na marquise. Copos com as cores do movimento também são vendidos no estádio.

Veja como foi a festa antes do duelo contra o Operário

Vasco