PUBLICIDADE
Topo

Liga das Nações - 2022/2023

Holanda goleia a Bélgica na Liga das Nações e encerra jejum de 25 anos

Jogadores da Holanda comemoram gol de Steven Bergwijn contra a Bélgica pela Liga das Nações - ANP via Getty Images
Jogadores da Holanda comemoram gol de Steven Bergwijn contra a Bélgica pela Liga das Nações Imagem: ANP via Getty Images

Do UOL, em São Paulo

03/06/2022 17h40

Classificação e Jogos

A Holanda estreou com goleada por 4 a 1 sobre a Bélgica, hoje, em pleno no estádio Roi Baudouin, em Bruxelas (BEL), pela primeira rodada do Grupo 4 da Liga das Nações. A vitória coloca a Laranja Mecânica na liderança da chave e encerra um jejum de 25 anos sem triunfos contra os belgas.

Após início discreto, a Holanda cresceu no decorrer da primeira etapa - especialmente após a saída de Lukaku - e abriu o placar com um golaço de Bergwijn, do Tottenham, em belo chute de fora da área. Na segunda etapa Memphis Depay (duas vezes), do Barcelona, e Dumfries, da Inter de Milão, fecharam a conta para os visitantes. Nos acréscimos, Batshuayi, do Chelsea, descontou para a Bélgica.

Além do revés em casa, a Bélgica pode ter problemas na sequência da competição, já que o atacante Lukaku, do Chelsea, deixou o campo com um problema no tornozelo aos 26 minutos da etapa inicial.

O triunfo coloca a Holanda na primeira colocação do Grupo 4, com três pontos, seguida pela Polônia, que ontem venceu País de Gales. Já a Bélgica amarga a lanterna da chave.

A Bélgica volta a campo pela Liga das Nações na próxima quarta-feira, às 15h45 (de Brasília) para encarar a Polônia em casa. Já a Holanda enfrenta o País de Gales no Cardiff City Stadium em mesmo dia e horário.

Pressão belga

Jogando diante de sua torcida, a Bélgica iniciou a partida em ritmo intenso, empurrando a Holanda para seu campo. Controlando a posse de bola, a seleção belga trocou passes como quis e quase abriu ao placar aos 14 minutos do primeiro tempo, quando Lukaku serviu Castagne dentro da área, que acertou a trave. No minuto seguinte, De Bruyne recebeu de Hazard pelo meio, invadiu a área e mandou no canto direito de Cillessen, mas a bola foi para fora.

Reação holandesa

A Holanda, porém, aproveitou uma desatenção belga para testar o goleiro Mignolet, que substitui o lesionado Courtois. Aos 16 minutos, De Bruyne perdeu a bola para Berghuis no campo de defesa, que serviu Bergwijn. O atacante devolveu para o meia, que obrigou o arqueiro belga a fazer grande defesa.

A jogada animou a Laranja Mecânica, que passou a ocupar o campo de ataque belga, especialmente pelas laterais, mas parou na defesa belga. Apesar da pressão e melhora no número de finalizações, Mignolet foi pouco exigido no decorrer da primeira etapa.

Lukaku machucado

Lukaku - ANP via Getty Images - ANP via Getty Images
Romelu Lukaku, da Bélgica, se lesiona em jogo contra a Holanda pela Liga das Nações
Imagem: ANP via Getty Images

Camisa 9 da Bélgica, Lukaku se lesionou e foi obrigado a deixar o jogo aos 26 minutos do primeiro tempo. O atacante do Chelsea foi atendido após sentir o tornozelo em jogada com Aké, voltou a campo, mas pediu substituição pouco depois. Leandro Trossard entrou na vaga do centroavante.

A saída forçada de Lukaku complicou o time belga, que passou a ter dificuldades tanto para criar jogadas quanto para prender a bola no campo adversário. A instabilidade dos donos da casa beneficiou os holandeses, que aos poucos passaram a controlar a partida.

Que golaço!

Holanda - Eric Verhoeven/Soccrates/Getty Images - Eric Verhoeven/Soccrates/Getty Images
Steven Bergwijn comemora gol da Holanda sobre a Bélgica pela Liga das Nações
Imagem: Eric Verhoeven/Soccrates/Getty Images

A melhora holandesa no decorrer do primeiro tempo surtiu efeito, e Bergwijn marcou um golaço aos 40 minutos. Frenkie de Jong encontrou o atacante pelo centro, que girou e mandou uma bomba no canto direito de Mignolet.

Pênalti?

E a Holanda esteve próxima de ir para o intervalo com uma vantagem ainda maior. Aos 42 minutos da etapa inicial, o árbitro marcou pênalti para a Laranja Mecânica por toque de mão de Castagne dentro da área. O VAR, porém, chamou para revisão na beira do campo e o juiz anulou a penalidade. A bola, na verdade, bateu no rosto do defensor belga.

Ampliou!

A Holanda precisou de seis minutos para ampliar o placar em Bruxelas. Após roubada de bola no meio-campo, Berghuis passou para Memphis Dapay em profundidade, que invadiu a área e finalizou na saída de Mignolet.

Virou goleada

Diante de uma Bélgica completamente perdida em campo, a Holanda marcou dois gols em três minutos e sacramentou a goleada na casa adversária. Aos 16 minutos do segundo tempo, Berghuis recebeu de Bergwijn pelo meio e finalizou, obrigando Mignolet a fazer grande defesa. Blind aproveitou o rebote e serviu Dumfries, que só teve o trabalho de empurrar para o gol vazio.

Já aos 19, Depay marcou seu segundo gol no jogo, quarto da Holanda. Van Dijk fez ligação direta para Blind, que desviou de cabeça. A bola sobrou para Memphis Depay, que finalizou na saída do goleiro belga.

Só agora?

O placar elástico diante de sua torcida acordou a seleção belga, que se lançou ao ataque na tentativa de diminuir o prejuízo. Os donos da casa, porém, pararam no goleiro Cillessen e no árbitro de vídeo.

O arqueiro holandês defendeu perigosos chutes de Kevin De Bruyne e Mertens ao 24 e 26 minutos da etapa final, respectivamente. Já o VAR apontou impedimento de Batshuavi em gol marcado por Castagne aos 32.

Na jogada, Vertonghen cruzou para Batshuavi pela esquerda, que finalizou em cima de Cillessen. Castagne aproveitou o rebote e fez o gol, marcado no campo, mas anulado após checagem do VAR.

Gol de honra

Já nos acréscimos, Batshuayi fez o único gol da Bélgica na partida em casa. Aos 48 minutos, De Bruyne encontrou Alderweireld pela direita, que levantou a bola para a área. Batshuayi aproveitou para diminuir o prejuízo belga em Bruxelas.