PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Diretor do Red Bull Bragantino aponta Claudinho como melhor negócio feito

Do UOL, em São Paulo

22/10/2021 04h00

Classificação e Jogos

Desde o estabelecimento como Red Bull Bragantino no Brasil, em 2020, o clube chamou a atenção pelas contratações de atletas jovens por valores significativos —como foi o caso de Artur, revelado pelo Palmeiras—, mas teve como principal negócio o meia Claudinho, que passou pelas categorias de base de Santos e Corinthians e rodou o interior paulista. Hoje atua pelo Zenit, na Rússia.

Em entrevista a Mauro Cezar Pereira, no programa Dividida, do Canal UOL, o diretor executivo de futebol Thiago Scuro elege Claudinho como o melhor negócio já feito pelo Red Bull Bragantino, considerando o valor baixo na aquisição, o retorno esportivo, além de financeiro.

"Se a gente olhar o aspecto financeiro, por enquanto, de fato [o melhor negócio] é o Claudinho: um jogador que exigiu investimento baixo, para um retorno financeiro muito alto, com muito retorno técnico entre um e outro, então o melhor jogador do Campeonato Brasileiro, artilheiro... Todos os prêmios individuais que um atleta pode ganhar na temporada 2020, ele conquistou", afirma Scuro.

"Nos ajudou muito dentro de campo, então, quando a gente olha o aspecto financeiro, de fato, o Claudinho chama a atenção. Agora, na minha visão, a gente tem vários casos de sucesso dentro do clube", completa.

Entre os outros nomes citados pelo dirigente estão o goleiro Cleiton, revelado pelo Atlético-MG, além de Artur, que é oriundo das categorias de base do Palmeiras e se destacou em 2019 atuando pelo time profissional do Bahia, por empréstimo, antes de ser negociado pelo clube alviverde com o Red Bull Bragantino. O atacante que é um dos destaques na campanha da Copa Sul-Americana demonstrou interesse no projeto quando o clube ainda estava na Série B.

"Cleiton foi um investimento também alto. Um goleiro com muita qualidade e muito potencial. Teve um início muito desafiador para ele emocionalmente porque foi muito criticado, muito cobrado. O erro do goleiro custa muito mais caro do que o erro de um atacante, a percepção de fora é muito mais dura quando é o goleiro que falha, e o Cleiton teve a resiliência, teve a confiança do clube e o trabalho, e hoje está se tornando um dos melhores goleiros da Série A do Brasileiro, só um ano depois", afirma Scuro.

"O Artur é um caso que eu sempre pontuo e gosto de valorizar, porque o Artur já tinha individualmente uma projeção muito maior do que o Red Bull Bragantino. Ele foi um dos primeiros atletas que acreditaram nesse projeto, nessa ideia lá atrás, quando nós estávamos na Série B ainda. A conversa com o Artur, ela começa no decorrer da Série B de 2019, e ele sempre se posicionou de forma positiva com relação ao que foi apresentado para ele e hoje, dois anos depois, está colhendo os frutos disso também individualmente, assim como jogadores como Léo Ortiz, que vem conosco desde a Série B do Brasileiro", conclui.

O Dividida vai ao ar às quintas-feiras, às 14h, sempre com transmissão em vídeo pela home do UOL e no canal do UOL Esporte no Youtube. Você também pode ouvir o Dividida no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e Amazon Music.

Futebol