PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Covid: Federações adotam sistema de 'passaporte de vacinas' em estádios

Federação Pernambucana, presidida por Evandro Carvalho, foi a primeira a adotar o sistema - Divulgação
Federação Pernambucana, presidida por Evandro Carvalho, foi a primeira a adotar o sistema Imagem: Divulgação

Marcello De Vico

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

17/09/2021 19h10

Com o retorno gradativo de torcida aos estádios em alguns jogos, entidades e clubes já começam a pensar em alternativas para a apresentação de certificado de vacina contra a covid-19 e testes negativos, uma forma de garantir a entrada dos aficionados aos locais dos jogos com mais agilidade e segurança.

A Federação Pernambucana de Futebol (FPF) foi a primeira no Brasil a homologar o sistema da plataforma Chronus i-Passport. Já nesta semana, foi a vez de a FCF (Federação Cearense de Futebol) aderir à tecnologia, testada e aprovada em países como França, Portugal e Estados Unidos. Segundo apurou o UOL Esporte, já existem negociações em andamento com as federações de Brasília, Goiás e Mato Grosso.

"O passaporte é uma solução de registro de identificação de saúde. O uso contínuo permite o controle do status de saúde da população e a diminuição dos protocolos atualmente necessários para o retorno. Será uma credencial obrigatória para qualquer pessoa envolvida com futebol, atendendo as demandas essenciais nesse momento", disse Evandro Carvalho, presidente da federação pernambucana.

A ferramenta associa o conceito de passaporte aos certificados de vacinação e profilaxia, nacional e internacional, e funciona como um passe livre digital, permitindo a qualquer torcedor imunizado ou testado negativo estar apto a participar da partida, sem risco de propagar a covid-19.

Para o retorno do público aos estádios em Pernambuco e Ceará, os torcedores precisarão ter validado seu i-Passport com teste RT/PCR 48 horas ou vacinação, de acordo com o protocolo da autoridade local, feito em conjunto com federações e CBF.

O i-Passaport não será apenas para os torcedores, mas também aplicado para staff, jogadores, comissão técnica, autoridades, serviços essenciais e imprensa. A leitura dos certificados será feita por QRcode em catracas ou leitura manual.

"A adoção do i-Passport possibilita diminuir consideravelmente e, até mesmo, eliminar, muitos dos protocolos hoje necessários para a retomada de atividades. Ao utilizar o i-Passport como uma credencial no controle de acesso a locais públicos ou privados, várias medidas, complexas para serem atendidas, deixam de ser essenciais", defendeu Everton Cruz, CEO da Mooh!Tech.

Para adquirir, é necessário fazer o download e cadastro do app Chronus i-Passaport e ativar o modo premium para registro de testes ou vacina na rede homologada pela Mooh!Tech, detentora dos direitos e inteligência tecnológica da plataforma. No cadastro, os torcedores poderão colocar o time do coração, para que as entidades recebam parte da verba destinada.

Para quem tiver interesse em fazer o pré-cadastro do Chronus i-Passport, pode acessar o www.iPassport.world, preencher o formulário e enviar a foto da carteira de vacina para ter acesso a versão Free do iPassport.

Futebol