PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ele cantou ao lado de Romário. Hoje, homenageia o 'Baixinho' em música

Rod, integrante do 3030 - Rafael Tenenbaum
Rod, integrante do 3030 Imagem: Rafael Tenenbaum

Flavio Latif

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/08/2021 04h00

O rapper Rod, integrante do grupo 3030, lançou hoje (27) a música "Tô voando", em parceria com o rapper americano The Game. Na letra da música, o brasileiro faz menção direta a dois jogadores que brilharam no futebol brasileiro: Romário e Petkovic.

Em entrevista ao UOL Esporte, Rod afirmou que citou os dois ex-jogadores por conta das passagens deles pelo Flamengo — time que torce o rapper — e queria homenageá-los de alguma forma. A relação do cantor com o "baixinho" vai além desta música: o 3030, formado por Rod, LK e Bruno Chelles, já tocou em uma festa de Réveillon do Romário e o atacante subiu no palco para cantar ao lado do grupo que é fã declarado.

"Eu nasci nos 90 e o Romário era um Deus, com certeza ele foi meu ídolo. Com o 3030 [grupo que Rod faz parte], a gente foi chamado para tocar na festa de Réveillon dele. Já tinham nos contado que ele gostava muito de nós, aí rolou essa festa e foi surreal. Ele cantando com a gente no palco sem camisa, pedindo para tocar a música: 'Meu Deus' tocamos três vezes, foi massa demais. A gente via ele jogando e pôde compartilhar esse momento com ele", disse.

"Com certeza tanto o Romário, quanto o Petkovic me marcaram muito. Minha família era bem ligada ao Flamengo, acompanhava os jogos. É algo que eu levo desde o início da minha vida. Minha ideia ao citá-los na música era homenagear mesmo, espero que eles curtam", completou.

Rod - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Romário, LK e Rod durante festa de Reveillon do 'Baixinho'
Imagem: Arquivo pessoal

No entanto, não é só o clube rubro-negro que liga Rod ao futebol. O rapper revelou que durante sua infância tinha o sonho de ser jogador de futebol, ele teve chance de fazer um teste no São Cristóvão, do Rio de Janeiro, mas sua mãe não deixou ele matar a aula na escola para jogar.

"O meu primeiro objetivo antes de ser rapper, era ser jogador de futebol. Eu tinha uma ligação muito forte com o esporte, mas hoje não assisto como antes. Eu frequentava o Maracanã, sou flamenguista, fui em muitos jogos. Depois que minha carreira no rap cresceu, deixei de ir, mas sou apaixonado por futebol", lembrou.

"Quando eu tinha 12 anos, me bateu uma crise existencial precoce e eu pensei na época: 'tenho que escolher o meu caminho agora na área que eu vou ser bem-sucedido'. Minhas opções eram ser atleta ou artista. Um dia eu consegui um teste no São Cristóvão mas eu teria que faltar no último tempo da escola e minha mãe não me deixou ir. Depois tentei entrar no atletismo, mas ela me disse que eu teria que acordar 4h da manhã para treinar e depois ir à escola, aí acabei desistindo", concluiu.

Com mais de 10 anos de carreira, Rod relembra o gol de Petkovic em 2001, quando o Flamengo venceu o Vasco no segundo jogo da final do Campeonato Carioca por 3 a 1, em 2001, e faturou o título em cima do rival.

Se o tempo é rei, eu sou plebeu, tô no sentindo anti-horário
Mais fácil tu pendurar as chuteiras bem antes do Romário
Sua visão gol tipo Petkovic aos 47
Tô na missão flow animal no meio de tanto flow pet.

Rod, na música "Tô voando".

Futebol