PUBLICIDADE
Topo

Copa do Brasil - 2021

São Paulo abre 2 a 0, mas cede empate ao Fortaleza na Copa do Brasil

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

25/08/2021 23h26

Classificação e Jogos

O São Paulo estava com a vitória na mão no Morumbi, mas deixou escapar. Depois de abrir 2 a 0, com gols de Rigoni, a equipe de Hernán Crespo viu o Fortaleza buscar o empate por 2 a 2 nos minutos finais, em duelo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil. Os gols da equipe cearense foram marcados por Yago Pikachu e Romarinho.

O resultado faz com que as duas equipes rumem ao segundo jogo precisando da vitória. Um novo empate, independentemente da quantidade de gols marcados, levará a decisão do confronto para os pênaltis.

O duelo da volta está marcado para o próximo dia 15 de setembro, no Castelão. No fim de semana, as equipes voltam as atenções para o Brasileirão. O São Paulo visita o Juventude no domingo (29), às 16h (de Brasília). No dia seguinte, o Fortaleza recebe o Cuiabá, às 21h30 (de Brasília).

O melhor: Rigoni

O argentino segue muito tranquilo nos jogos dentro do Morumbi. Grande opção do São Paulo no contra-ataque, ele foi responsável pelos dois gols da equipe paulista na partida.

O pior: Tiago Volpi

A fase do goleiro são-paulino não é boa. Depois de falhar em dois gols no mata-mata contra o Palmeiras pela Libertadores, Volpi voltou a ir mal em um jogo importante. No primeiro gol do Fortaleza, ele tentou cortar a bola em saída do gol contra Yago Pikachu, mas ela acabou passando e sobrou para o ala direita anotar com tranquilidade.

Fortaleza não dá espaço ao São Paulo

A marcação pressão do Fortaleza na saída de bola complicou o São Paulo no início do jogo. Em cinco minutos, a equipe de Hernán Crespo já havia sido desarmada três vezes, criando jogadas de perigo para a equipe cearense.

A principal chance do Fortaleza no primeiro tempo saiu dos pés de Wellington Paulista, mas começou com um erro de Léo. O zagueiro são-paulino errou o tempo do desarme e deixou a bola com Ederson. O volante invadiu pela esquerda e cruzou para a área. A bola bateu na coxa de Miranda, depois em seu braço, e ficou para Wellington Paulista, que acertou o travessão de Tiago Volpi.

O lance chegou a ser revisado pelo VAR, mas a arbitragem mandou o jogo seguir.

São Paulo melhora e tem duas chances de abrir o placar

Passada a pressão inicial, o São Paulo começou a melhorar na partida. Sem conseguir criar pelo meio, a equipe de Hernán Crespo passou a apostar nas laterais. Benítez caía pela esquerda, ocupando o espaço junto com Reinaldo. Foi por ali que o argentino deu um lançamento para Daniel Alves, dentro da área do Fortaleza, aos 19 minutos. O lateral chutou, mas Marcelo Boeck defendeu. No rebote, Daniel rolou para Bruno Alves, que finalizou por cima.

Um minuto antes, o São Paulo já havia desperdiçado outra chance clara. Dessa vez foi Daniel Alves quem fez o lançamento, e Rigoni saiu na cara do gol. O meia argentino, no entanto, parou em Marcelo Boeck.

Nestor vomita em campo

Rodrigo Nestor vomita - Reprodução - Reprodução
Rodrigo Nestor passa mal durante a partida entre São Paulo e Fortaleza
Imagem: Reprodução

Rodrigo Nestor passou mal logo no início do segundo tempo. Ele ficou reclamando de dores ao árbitro e chegou a vomitar no gramado. O meio-campista pareceu reclamar de alguma pancada na região do estômago, mas as câmeras da transmissão não flagraram nada. Nestor chegou a ser atendido, mas rapidamente voltou para a partida.

Fortaleza volta mais intenso, mas não assusta Volpi

O início do segundo tempo foi parecido com a primeira etapa. O Fortaleza manteve a pressão na saída de bola e dificultava a vida do São Paulo, que não conseguia impor um ritmo mais forte no Morumbi.

Diferentemente da primeira etapa, a equipe de Juan Pablo Vojvoda não conseguiu transformar o desempenho melhor que o rival em chances de gol. Nos primeiros 15 minutos, a única chance foi um chute de longe de Ederson, que passou distante do gol de Volpi. O volante levou uma bronca dos companheiros pela tentativa.

Escolhas pouco rendem, e Crespo mexe no São Paulo

Hernán Crespo optou por escalar o São Paulo com Rodrigo Nestor e Martín Benítez no meio de campo, deixando Liziero e Gabriel Sara no banco de reservas. A decisão significou a primeira partida do argentino desde o início nos últimos 20 dias. Mas as escolhas pouco renderam em termos de organização no meio-campo.

Benítez acertou bom passe no primeiro tempo para Daniel Alves, que desperdiçou a chance. Depois disso, no entanto, o argentino mostrou muitas dificuldades com a marcação apertada do Fortaleza e foi anulado.

Destaque da vitória sobre o Sport no fim de semana, Rodrigo Nestor não conseguiu repetir a boa exibição. Mais recuado, o camisa 25, por vezes, errou na marcação por causa dos toques rápidos do Fortaleza.

Os dois foram substituídos aos 13 minutos, dando lugar aos preteridos por Crespo no início. Liziero entrou na vaga de Rodrigo Nestor e Gabriel Sara, no de Benítez.

Rigoni volta a brilhar no Morumbi

As mexidas de Crespo melhoraram o São Paulo. O time começou a definir as jogadas com mais velocidade. Aos 23 minutos, foi em uma jogada de contra-ataque que a equipe paulista conseguiu abrir o placar.

Reinaldo puxou a jogada desde o lado de são-paulino. Marcado por dois adversários, o lateral conseguiu inverter a jogada para Rigoni. O argentino dominou no peito, cortou Lucas Crispim com a perna direita e, com a esquerda, chutou forte, da entrada da área, para balançar as redes do Fortaleza.

Dez minutos depois, o mesmo Rigoni deixou a vida do São Paulo muito mais fácil na eliminatória. Liziero roubou a bola no campo de defesa e lançou o argentino, que disparou em velocidade e bateu no canto direito de Marcelo Boeck.

Os gols aumentaram os números do argentino dentro do Morumbi. Desde que foi contratado em maio, Rigoni já marcou cinco vezes e deu cinco assistências na casa são-paulina.

Pikachu e Romarinho empatam para o Fortaleza

O placar de 2 a 0 deixava a situação do Fortaleza preocupante para o jogo de volta, mas o gol de Yago Pikachu facilitou um pouco a vida. Aos 38 minutos do segundo tempo, Robson lançou o lateral dentro da área. Volpi tentou sair para cortar, mas a bola passou por ele, sobrando para Pikachu empurrar para o gol vazio.

O duelo se encaminhava para uma vitória são-paulina, mas Romarinho ainda deve tempo para deixar tudo igual. Aos 47 minutos, Léo deu um chutão para frente, Gabriel Sara tentou de calcanhar e a bola voltou para o Fortaleza. Henríquez cruzou forte da direita e Romarinho, de 1,68m, apareceu dentro da área para se antecipar à zaga e, de cabeça, empatar o jogo.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 2 FORTALEZA

Motivo: 1º jogo das quartas de final da Copa do Brasil
Data e hora: 25 de agosto de 2021, às 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio do Morumbi (SP)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva e Bruno Raphael Pires (ambos GO)
VAR: Wagner Reway (PB)
Gols: Rigoni (23'/2ºT e 33'/2ºT), para o São Paulo; Yago Pikachu (38'/2ºT) e Romarinho (47'/2ºT), para o Fortaleza
Cartões amarelos: Gabriel Sara e Léo, pelo São Paulo
Cartões vermelhos: -

São Paulo: Volpi; Bruno Alves, Miranda, Léo; Daniel Alves, Rodrigo Nestor (Liziero), Luan, Benítez (Gabriel Sara), Reinaldo; Rigoni (Luciano) e Pablo. Técnico: Hernán Crespo

Fortaleza: Marcelo Boeck; Tinga, Titi, Matheus Jussa; Éderson (Edinho), Felipe, Lucas Crispim, Matheus Vargas (Romarinho) e Yago Pikachu (Ronald); Wellington Paulista (Henríquez) e David (Robson). Técnico: Juan Pablo Vojvoda