PUBLICIDADE
Topo

São Paulo

Crespo aproveita rodízio para recuperar jogadores contestados no São Paulo

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

29/07/2021 04h00

Classificação e Jogos

O abraço em Hernán Crespo continha o alívio de Pablo ao balançar as redes depois de um jejum de quase dois meses. Titular do São Paulo contra o Vasco, pela primeira partida das oitavas de final da Copa do Brasil, o camisa 9 foi responsável pelo segundo gol da vitória por 2 a 0.

O gol não apenas tirou o peso do jejum das costas de Pablo como serviu para amenizar o período de cobranças que o atacante vive na temporada. Mesmo sendo artilheiro do time em 2021, com dez gols, ele tem convivido com críticas e perdido espaço no time titular.

Pablo abraça Crespo após marcar para o São Paulo contra o Vasco - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Pablo abraça Crespo após marcar para o São Paulo contra o Vasco
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Mas o calendário apertado do futebol brasileiro acaba surgindo como um aliado para os atletas que não estão na melhor fase no São Paulo. Hernán Crespo tem trocado diversos jogadores a cada partida da equipe paulista para tentar evitar que o número de lesionados, que já é alto, aumente ainda mais. Assim, as oportunidades reaparecem para os contestados.

"Quando você está em um time grande assim não pode pensar em jogar todos os jogos. Talvez, se quiser jogar todos os dias, pode ir para um time com menos competições. Com três competições, antes ou depois vai jogar. E temos 35 jogadores no elenco do São Paulo. Algum atleta muito, outros menos, mas quase todos têm a possibilidade de jogar", respondeu Crespo, em entrevista coletiva.

Pablo fez parceria ontem com Rigoni, ocupando vaga que vinha sendo reservada ao jovem Marquinhos —titular do time desde a vitória sobre o Racing, na semana passada, pela Libertadores. O atacante foi poupado para a partida contra o Palmeiras, que acontece no sábado (31), às 19h30, e entrou na reta final do segundo tempo.

Também presente na entrevista coletiva, Pablo foi questionado sobre a perda da titularidade. O camisa 9 disse acreditar que a rotatividade no elenco é um padrão de Hernán Crespo e se mostrou tranquilo com a situação.

"A gente [ele e Crespo] conversa diariamente. Obviamente que todos já perceberam que não tem uma equipe titular, a gente mescla muito. Estamos em três competições, viemos de um calendário sem pausa desde a temporada passada, então vai precisar de todo mundo. Acredito que todos têm que estar no melhor nível, sempre para jogar. Eu treino todos os dias para jogar", disse.

"Desde que o Hernán chegou, ele disse que faria isso [rodar o elenco]. Para forma como a equipe joga, com intensidade, marcação pressão, você precisa de quem está 100%, isso é uma coisa óbvia. Se não tiver 100%, não vai render o que o treinador pede. Nosso calendário é muito pesado, é um jogo a cada 72 horas. Jogar, todo jogador quer jogar. Mas a gente sabe que se tem um companheiro que está 100%, a comissão está vendo isso, tem GPS, dados dos treinos. A comissão está de parabéns por conseguir identificar isso e fazer essa rotação", prosseguiu.

90 minutos para Orejuela

Orejuela, durante a partida entre São Paulo e Vasco - Marcello Zambrana/AGIF - Marcello Zambrana/AGIF
Orejuela, durante a partida entre São Paulo e Vasco
Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Além de Pablo, outro que teve chance contra o Vasco foi Orejuela. Cortado de última hora do banco de reservas diante do Flamengo, no domingo (25), ele não começava uma partida como titular desde a partida contra o Cuiabá, em 23 de junho.

A chance dada ao colombiano veio em um momento de contestação do outro lateral-direito do São Paulo. Igor Vinícius esteve envolvido nos três lances que resultaram em gols de Bruno Henrique, na goleada de 5 a 1 aplicada pelo Flamengo. Os dois brigam pela titularidade contra o Palmeiras, no sábado. Daniel Alves, dono da posição, ainda está com a seleção brasileira na disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

"Eles hoje jogaram muito bem. Feliz com o gol do Pablo. Orejuela finalmente jogou 90 minutos. É importante poder contar com muitos jogadores", completou Crespo.

O São Paulo se reapresenta hoje (29) no CT da Barra Funda já pensando no clássico contra o Palmeiras, pelo Brasileirão. Enquanto espera pelo retorno dos machucados William, Luan, Luciano e Eder, Hernán Crespo tem outra dor de cabeça. O zagueiro Robert Arboleda saiu do jogo contra o Vasco com um incômodo na região posterior da coxa direita e é dúvida para o duelo.

São Paulo