PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Trajano: "Destino do São Paulo não está bem traçado ainda"

Do UOL, em São Paulo

29/07/2021 01h00

Classificação e Jogos

O São Paulo saiu na frente do Vasco nas oitavas de final da Copa do Brasil. Nesta quarta-feira (28), o Tricolor venceu o time carioca por 2 a 0 no duelo de ida da competição e amenizou os efeitos sofridos após a goleada por 5 a 1 para o Flamengo, no domingo, pelo Brasileirão. Os são-paulinos, porém, ainda encontram problemas com as constantes lesões de jogadores importantes.

No Fim de Papo, live pós-rodada do UOL Esporte - com os jornalistas Isabella Ayami, Renato Maurício Prado, Marluci Martins e José Trajano - os comentaristas analisaram a vitória do São Paulo e as constantes dificuldades do técnico Hernán Crespo para escalar a equipe.

"O Crespo mexe muito no time sob pretexto de preservar jogador. Tem muita gente na enfermaria. Mexeu de novo hoje. Não sei porque o Reinaldo é reserva. Ele é muito importante, passa bem, é agressivo no ataque. Não sabemos para que lado o São Paulo vai. No Brasileiro, é uma vergonha. Não sei o que dizer do time. O destino do São Paulo não está bem traçado ainda", disse Trajano, referindo-se às mudanças feitas pelo treinador.

Para Marluci, as seguidas contusões têm sido a maior dificuldade para o treinador alcançar o equilíbrio da equipe. "O Crespo não encontrou o time talvez pelo excesso de lesões. Tem muito jogador machucado. Vemos muitos atletas com lesões musculares, o que não deveria ser normal no meio da temporada, com tanta coisa a ser definida. Acho muito estranho esse número de lesões", comentou, lembrando que o Tricolor sofreu mais uma baixa por lesão na partida desta noite: Arboleda foi substituído após sentir dores na coxa.

Renato ressaltou que o São Paulo paga o preço por ter priorizado a disputa do Paulistão. "O São Paulo preparou tudo para ser campeão estadual. Está estourando agora porque atingiu o ápice no Paulista. Aí o músculo cobra. O Crespo está rodando o elenco de forma inteligente. O ataque titular é Rigoni e Luciano, que não ficou no banco porque Crespo pretende utilizá-lo contra o Palmeiras", comentou.

Trajano chamou a atenção para o fato de o técnico dificilmente repetir uma escalação, o que afeta o rendimento da equipe. "Não sei o time titular do São Paulo. Cada dia é um time. Acho muito confuso em termos de administração de elenco. Nunca sei qual São Paulo vai jogar naquele dia. Será aquele que perdeu de cinco do Flamengo ou o da Libertadores? Hoje foi um terceiro São Paulo que vimos contra o Vasco", avaliou.

Já Renato acha que Crespo tem o time ideal definido. "O Reinaldo, hoje em dia, é banco. O Crespo acha que ele avança muito e deixa a ala muito vulnerável. O time é mais ou menos o que ganhou do Racing. O Marquinhos é um bom jogador, mas a princípio vai ser banco do Luciano e do Rigoni, a não ser que Luciano não venha bem", completou.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol